Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Proposta do PS para aumentar pensões custará 200 milhões

Alteração ao OE2023 que permite ao Governo compensar os pensionistas, caso a inflação se revele superior ao projetado, custa entre 150 a 200 milhões, de acordo com as contas do grupo parlamentar. Esta despesa adicional não tem impacto no défice, garante Eurico Brilhante Dias

A bancada do PS, liderada por Eurico Brilhante Dias, apresentou pouco mais de meia centena de propostas de alteração.
António Pedro Santos/Lusa
Negócios jng@negocios.pt 21 de Novembro de 2022 às 09:08
  • Partilhar artigo
  • 7
  • ...

A proposta do PS para o Governo aumentar as pensões em 2023, num valor superior ao previsto, representa um acréscimo na despesa entre os 150 e 200 milhões de euros, de acordo com as contas do grupo parlamentar, avançadas esta segunda-feira ao Público.


Segundo o líder da bancada socialista, Eurico Brilhante Dias, este aumento da fatura com as pensões não vai ter impacto no défice, escreve ainda o Público.


Na proposta do Orçamento do Estado para 2023, que vai sei discutido na especialidade a partir desta segunda-feira na especialidade, o Governo refere que vai aumentar as pensões entre os 4,43% e os 3,53%, incluindo cerca de 2,7 milhões de pensionistas. O impacto da medida está avaliado em cerca de mil milhões de euros.


Mas, quando apresentou o OE2023, o ministro das Finanças, Fernando Medina, abriu a porta a uma atualização maior, caso a inflação - que serve de referência ao cálculo das pensões - fique acima do previsto no Orçamento. "Se a inflação em Novembro for superior ao previsto, haverá naturalmente uma correcção [das pensões]", disse Fernando Medina na conferência de imprensa de apresentação do documento que decorreu no Ministério das Finanças.

Ver comentários
Saber mais PS OE 2023 Pensões despesa aumento
Outras Notícias