Segurança Social Reino Unido quer subir idade da reforma para 70 anos

Reino Unido quer subir idade da reforma para 70 anos

A idade da reforma deverá passar para 70 anos em 2060, o que afectará quem está agora na casa dos vinte. Calendário para chegar a esse novo limite legal será também fortemente acelerado face ao que estava previsto. Mexidas deverão permitir poupar aos cofres públicos 500 mil milhões de libras nos próximos 50 anos.
Reino Unido quer subir idade da reforma para 70 anos
Eva Gaspar 05 de dezembro de 2013 às 13:54

O Governo britânico vai voltar a subir a idade legal da reforma para a ajustar ao aumento da esperança média de vida e tentar, deste modo, assegurar a sustentabilidade financeira do sistema público de pensões. O anúncio será feito nesta quinta-feira, 5 de Dezembro, pelo chanceler do Tesouro no âmbito da chamada “Declaração de Outono” em que antecipa o cenário macroeconómico e algumas linhas da proposta de Orçamento do Estado para o próximo ano.

 

De acordo com a imprensa britânica, que antecipa amplamente o que será revelado por George Osborne, a idade da reforma deverá passar para os 70 anos em 2060, o que afectará quem nasceu em 1990 e está agora na casa dos vinte.

 

Segundo o "Financial Times", o Governo vai também acelerar o calendário actualmente previsto para o aumento progressivo da idade da reforma, que, até agora, se antecipava que subisse para os 66 anos em 2020, 67 anos em 2028, 68 em 2046 e 69 anos uma década depois. O “The Guardian” avança que a subida da idade legal da reforma para os 68 anos será antecipada em uma década, para meados de 2030.

 

Estas alterações significarão que “milhões de pessoas terão de trabalhar mais um ano do que esperariam”, acrescenta o "Financial Times" que, sem clarificar os novos prazos, refere que o Governo garantirá que “quem tem hoje 50 anos ou mais não corre o risco de ter de se reformar depois dos 68”.

 

Estas mexidas deverão permitir poupar aos cofres públicos 500 mil milhões de libras (cerca de 602,7 mil milhões de euros) nos próximos 50 anos e garantir a viabilidade do sistema público de pensões.

 

Segundo refere a imprensa, Osborne irá frisar que, não obstante o aumento da idade legal da reforma, os britânicos ainda podem esperar passar quase um terço da sua vida adulta aposentados, quando em 1952 (há 60 anos) só passavam um quinto.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI