Elevador Elevador 15 janeiro de 2020
Celso Filipe 15 de janeiro de 2020 às 00:01
Hassan Rouhani

O assassinato do número dois iraniano Qassem Soleimani por parte dos EUA foi uma oportunidade para Teerão se vitimizar, tendo a razão do seu lado. Este capital perdeu-se com o abate de um avião civil ucraniano e a decisão do Irão de abandonar o acordo nuclear assinado com os Estados Unidos e as potências europeias. Um cenário que vai despoletar sanções económicas e deixar o regime ainda mais só.

David Calhoun

É desde segunda-feira o CEO da Boeing e espera-o uma missão espinhosa porque a credibilidade da companhia está pelas ruas da amargura. Sabe-se agora que e empresa chamou "idiotas" aos responsáveis da Lion Air, a transportadora indonésia que sugeriu treinar os seus pilotos num simulador para testar o 737 Max antes de este voar. Os dois desastres aéreos com este modelo mostram uma indesculpável prepotência da Boeing.




Marketing Automation certified by E-GOI