Elevador Elevador 19 de março 2020
André Veríssimo 19 de março de 2020 às 00:01
Marcelo Rebelo de Sousa

A propagação da covid-19 noutros países permite-nos perceber que a situação vai piorar bastante antes de melhorar. Como noutros países, o Governo deve dispor do enquadramento do  estado de emergência para poder reagir. O Presidente da República fez o que tinha de fazer. O discurso foi no tom certo: o estado de emergência "não é uma vacina", mas  "só se salvam vidas e saúde de a economia não morrer".

Pedro Siza Vieira

As medidas de apoio à tesouraria das empresas vão no sentido certo, proporcionando linhas de crédito e aliviando obrigações fiscais e contributivas. Mas o montante é insuficiente para a fatura que uma  paralisação "durante meses" vai passar às empresas e à economia. Em Espanha, Sánchez anunciou, só em linhas de crédito para as empresas, um montante equivalente a 8% do PIB. Em Portugal ficam-se por 1,4%. Não chega.




Marketing Automation certified by E-GOI