Elevador Elevador de 6 de março de 2019
Alexandra Machado 06 de março de 2019 às 00:01
Diogo Freitas do Amaral
Freitas do Amaral escreveu em dezembro um artigo de opinião no Público defendendo Ricardo Salgado, dizendo mesmo não saber se houve, na gestão do banco, erros, omissões, irregularidades. Atirava culpas ao Governo PSD/CDS e ao Banco de Portugal. Agora, volta a escrever na opinião do mesmo jornal, para se ilibar perante o governador e, segundo escreve, a pedido do Banco de Portugal. Terá sido a forma de se livrar de um processo?
Mário Centeno
O ministro das Finanças voltará ao Parlamento para falar do Novo Banco. Nada de muito novo dirá e ainda chamará a si os méritos de ter pedido uma auditoria aos créditos que levam a nova injeção no banco. Só que Mário Centeno não conseguirá ilibar-se de ter vendido o Novo Banco com as condições que permitem essas injeções. O escrutínio aos ativos no mecanismo devia ter sido promovido antes de concluída a venda e devia ser visto à lupa o acompanhamento desses ativos.



Marketing Automation certified by E-GOI