Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cristas acusa Governo de ter acabado com ambiente de confiança na agricultura

A líder centrista afirmou que a demora na aprovação de projectos e no reembolso das despesas terminaram com "esse ambiente bom, de confiança" entre a boa aplicação dos fundos comunitários e a vontade de investir.

Lusa 08 de Setembro de 2016 às 15:52
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
A líder do CDS-PP lamentou esta quinta-feira, 8 de Setembro, no Cartaxo, que o Governo "tenha terminado com o ambiente bom, de confiança e de cooperação" entre "a boa aplicação dos fundos comunitários" e a "vontade de investir" dos agricultores portugueses.

Assunção Cristas visitou hoje a quinta edição da Agroglobal, Feira das Grandes Culturas, certame profissional que decorre numa área de perto de 200 hectares de terrenos agrícolas situados junto ao rio Tejo, em Porto de Muge, na freguesia de Valada, concelho do Cartaxo.

"Atestando a transformação positiva" da feira, que tem vindo a crescer em número de expositores e a reforçar a componente tecnológica e de inovação aplicada ao sector, a ex-ministra da Agricultura disse lamentar que o actual Governo não esteja a "aproveitar esta tendência positiva da agricultura".

Cristas afirmou que a demora na aprovação de projectos e no reembolso das despesas e o fim dos pagamentos no final do mês terminaram com "esse ambiente bom, de confiança e de cooperação entre aquilo que é a boa aplicação dos fundos comunitários e aquilo que é a vontade de investir" por parte do sector.

"[Enquanto ministra da Agricultura] visitei várias vezes esta feira e posso atestar a transformação positiva de uma feira que vai ficando cada vez maior, com mais expositores, com uma componente de tecnologia e de inovação muito forte e isso mostra também o caminho que foi feito pela nossa agricultura, em particular nos últimos anos", afirmou.

Cristas destacou o facto de os agricultores portugueses serem hoje "pessoas viradas para a inovação e a tecnologia, querendo fazer o melhor gastando o mínimo de recursos possível, seja energéticos seja de água, e, com isso, também tendo os melhores resultados".

De características únicas no país, a Agroglobal permite aos profissionais do sector assistirem ao vivo ao trabalho de mais de uma centena de conjuntos de tractores e alfaias (alguns deles a serem apresentados pela primeira vez ao mercado português) nos terrenos do mouchão da Fonte Boa, propriedade do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), que foram cultivados na primavera.

Aos campos de amendoal, tomate, girassol, beterraba, milho, batata, frutos vermelhos, olival, forragens, a floresta, juntam-se campos de ensaios -- fertilização, sementes, agroquímicos, rega --, tendo sido aumentadas as áreas de trabalho de máquinas e criadas pistas para as diversas marcas de tractores e alfaias e zonas específicas para pulverização em pomares, vinha e culturas anuais.

O destaque na feira, que na abertura, quarta-feira, foi visitada pelo presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, e que no encerramento, na sexta-feira, terá a presença do ministro da Agricultura, Capoulas Santos, vai para o pavilhão AgroInov, onde duas dezenas de empresas apresentam as mais recentes tecnologias para o sector.

Por outro lado, perto de uma centena de pessoas participam num vasto programa de colóquios e debates, como aquele em que Assunção Cristas interveio durante a tarde de hoje, sobre "os desafios da agricultura nos próximos 15 anos", e o que será encerrado sexta-feira por Capoulas Santos, sobre "A PAC pós 2020 e o acordo TTIP".
Ver comentários
Saber mais CDS-PP Assunção Cristas PSD Pedro Passos Coelho agricultura agricultura e pescas política
Outras Notícias