Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Produtores de leite portugueses vão receber 4,8 milhões de Bruxelas

A ajuda só para financiar o sector leiteiro será de 420 milhões para os 28 Estados-membros da União Europeia. Portugal recebe menos de 1,5% do total.

Bloomberg
Isabel Aveiro ia@negocios.pt 15 de Setembro de 2015 às 13:14
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

A Comissão Europeia definiu esta terça-feira, 15 de Setembro, como vai distribuir o pacote adicional de ajudas de 500 milhões de euros que anunciou na passada semana, no mesmo dia em que uma manifestação levou 6.000 agricultores europeus e 2.000 tractores às ruas de Bruxelas, sede daquele organismo.

Por comunicado emitido esta terça-feira, 15 de Setembro, a Comissão Europeia fez saber que, dos 500 milhões de euros, um montante de 420 milhões de euros vai directamente para apoiar o sector leiteiro, que desde 1 de Abril lida com o fim das quotas no espaço comunitário.

Na lista de 28 Estados-membros, Portugal tem atribuída uma verba de 4,8 milhões de euros, ou seja, 1,14% do total que o sector europeu irá receber adicionalmente.

Os maiores produtores de leite serão igualmente os maiores receptores do apoio extraordinário, nomeadamente a Alemanha (69,2 milhões de euros), a França (62,9 milhões de euros), e o Reino Unido (36,1 milhões de euros).

Segue-se a Polónia, com 28,9 milhões de euros, e a Espanha, com 25,5 milhões de euros.

A forma de distribuição, asseguram os serviços da Direcção-Geral da Agricultura e Desenvolvimento Rural da Comissão Europeia, usada "para calcular os envelopes nacionais" está "concebida para ser justa" e, "no espírito da solidariedade", fornecer um apoio "aos Estados-membros mais afectados por circunstâncias negativas adicionais".

O que inclui, para todo o sector agrícola europeu, "a queda dos preços da carne de porco, a seca do Verão e o impacto do embargo russo, ainda a decorrer".

O Governo aprovou, em Conselho de Ministros, na passada quinta-feira, um pacote nacional para os produtores de leite portugueses, que durante três meses ficaram sem pagar as contribuições de Segurança Social, uma medida avaliada em dois milhões de euros pela tutela. Uma linha de crédito adicional de 50 milhões de euros foi igualmente anunciada.

Ver comentários
Saber mais leite quotas lacticínios União Europeia
Outras Notícias