Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alemanha não produzia tão poucos automóveis desde 1997

A produção automóvel alemã cifrou-se em 4,7 milhões de veículos no ano passado, o valor mais baixo desde 1997. As tensões comerciais entre Washington e Pequim afetaram alguns mercados-chave.

Bruno Simão
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 06 de Janeiro de 2020 às 14:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A produção automóvel na Alemanha recuou 9% no ano passado, para 4,7 milhões de veículos, o valor mais baixo desde 1997, revelou esta segunda-feira a associação alemã da indústria automóvel (VDA).

A VDA aponta a quebra na procura internacional como principal responsável pelo decréscimo na produção, sendo que 2019 foi o terceiro ano consecutivo de diminuição no número de veículos a saírem das fábricas germânicas.


As tensões comerciais entre os Estados Unidos e a China penalizaram vários mercados-chave para a indústria automóvel alemão, refere a VDA.


Apesar das vendas de automóveis na Alemanha terem aumentado 5%, para 3,6 milhões de unidades, as exportações das fabricantes germânicas caíram 13%, para 3,5 milhões de veículos.


"A queda na produção automóvel mostra que a Alemanha continua a perder relevância na indústria automóvel global", afirma Ferdinand Dudenhoeffer, do Center Automotive Research, citado pela agência AFP.


Em 1998, perto de 12% de todos os carros vendidos no mundo eram produzidos na Alemanha, e em 2019 esse valor encolheu para menos de 6%, assinala Dudenhoeffer.


Num estudo publicado em dezembro, Dudenhoeffer previa que a produção automóvel alemã retomaria o crescimento em 2021 após voltar a cair este ano.

Ver comentários
Saber mais Ferdinand Dudenhoeffer VDA Alemanha automóvel produção
Mais lidas
Outras Notícias