Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banco da Renault prevê conceder crédito de 400 milhões este ano em Portugal

O RCI Banque, ramo de actividade financeira do Grupo Renault, prevê financiar 17 mil veículos em 2002, o que representará uma concessão de crédito de 400 milhões de euros, disse ao Negocios.pt o administrador delegado daquela instituição financeira.

Paulo Soares de Oliveira 21 de Outubro de 2002 às 11:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O RCI Banque, ramo de actividade financeira do Grupo Renault, prevê financiar 17 mil veículos em 2002, o que representará uma concessão de crédito de 400 milhões de euros, disse ao Negocios.pt Bernard Moscatelli, administrador delegado daquela instituição financeira.

O mesmo responsável explica que a transformação da Renault Gest em RCI Banque permitiu «um maior recurso aos meios financeiros, tendo sido pioneiro na implementação do sistema de controle de qualidade Sigma, que a Renault está a testar a nível europeu».

O RCI Banque dedica-se a cinco tipo de actividades distintas, repartidas entre a gestão de frotas, o aluguer de longa duração, o «renting», crédito e leasing

Moscatelli explicou, em declarações ao Negocios.pt, que «Portugal tem sido um país estratégico para a Renault S.A», acrescentando «como exemplar a relação tripartida entre a marca comercial, a sua divisão financeira e a rede de concesssões».

O número total de veículos novos financiados, corresponde a 70% do mercado, «ou seja, cerca de 250 mil veículos, sendo excessivo para um país com esta dimensão, a existência de 60 operadores nacionais, dos quais 17 são gestoras de frotas», refere Moscatelli.

O RCI Banque opera em Portugal através da sua «sub-holding» Renault Gest, que tem uma carteira de 55 mil clientes no nosso país. As actividades da Renault Gest sub-dividem-se entre os produtos de ALD, crédito, «leasing», «renting» e gestão de frotas, esta última através da marca Overlease.

Uma das apostas para este ano, «é o sector do renting para os particulares, em franco desenvolvimento e onde existe uma relação de grande proximidade» afirma o mesmo responsável», conclui o mesmo responsável.

Outras Notícias