Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Casamento entre Fiat e PSA já terá a "bênção" do Governo francês

A fusão entre o grupo francês PSA e a italiana Fiat tem o aval do Governo francês, que é um dos acionistas da PSA, dizem fontes próximas.

França
reuters
Negócios com Bloomberg 16 de Dezembro de 2019 às 10:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O grupo PSA já terá conseguido a aprovação junto do Governo francês para a fusão com a concorrente italiana Fiat, revelaram fontes próximas das negociações em declarações à Bloomberg.

O aval do Governo estará patente no Memorando de Entendimento, que subscreve. O conselho de acionistas do grupo PSA vai reunir-se esta terça-feira para rever os termos do acordo, acrescentaram as mesmas fontes.

O Governo francês representa um apoio essencial na medida em que é acionista do grupo PSA, o dono de marcas como a Peugeot e Renault. A participação é detida através do BPI France, uma entidade estatal.

Contactado pelo Bloomberg, o Ministério das Finanças francês recusou-se a comentar, tal como ambos os grupos automóveis envolvidos, Fiat e PSA. Da mesma forma, o BPI absteve-se.

Os planos de fusão entre os dois grandes fabricantes automóveis foram revelados no final do mês de outubro. O acordo desvendado na altura apontava para que as administrações passem, cada uma, a ter direitos sobre 50% do capital. O conselho de administração da nova empresa combinada será composto por 11 membros, cinco nomeados pela Fiat e outros cinco pelo grupo PSA. John Elkann, da parte da Fiat, assume as funções de chairman. O CEO será, "por um período de cinco anos", o português Carlos Tavares.


Ver comentários
Saber mais PSA Fiat Governo Bloomberg BPI France economia negócios e finanças política governo (sistema) indústria metalomecânica e engenharia trabalho
Mais lidas
Outras Notícias