Automóvel Escândalo das emissões custa 15 mil milhões à Volkswagen nos EUA

Escândalo das emissões custa 15 mil milhões à Volkswagen nos EUA

A construtora alemã chegou a acordo com as autoridades norte-americanas devido aos processos de que é alvo no país. Os proprietários dos veículos afectados recebem valor do automóvel e até 10 mil dólares.
Escândalo das emissões custa 15 mil milhões à Volkswagen nos EUA
Bloomberg
Nuno Carregueiro 28 de junho de 2016 às 10:43

A factura do escândalo de manipulação de emissões da Volkswagen nos Estados Unidos já tem um valor. A fabricante alemã chegou a acordo com as autoridades norte-americanas, aceitando pagar 15 mil milhões de dólares.

 

De acordo com as agências de notícias internacionais, o acordo vai entrar esta terça-feira no Tribunal de São Francisco, nos Estados Unidos, e supera em 5 mil milhões de dólares o valor que estava a ser noticiado.

 

Para indemnizar os proprietários dos veículos e recomprar os automóveis afectados a Volkswagen vai gastar 10,03 mil milhões de dólares. Além de verem a Volkswagen pagar o preço de mercado pelos seus automóveis, os proprietários dos automóveis recebem até 10 mil dólares cada um pelos danos que este caso lhes causou.

 

A Volkswagen vai pagar ainda cerca de 2,7 mil milhões de dólares em multas nos Estados Unidos, que serão direccionados para instituições de defesa do ambiente. E investir 2 mil milhões de dólares em tecnologia que limite as emissões poluentes.

 

Nas contas da Volkswagen a empresa apenas contabilizou 16,2 mil milhões de dólares para fazer face aos custos legais originados por este escândalo das emissões. Mas a factura será muito superior, já que a companhia enfrenta outros processos, nos Estados Unidos, Europa e outras regiões do globo. Os analistas apontam para uma factura que pode chegar aos 55 mil milhões de dólares.

 

Os consumidores nos Estados Unidos que pretendem participar neste acordo entre a Volkswagen e as autoridades norte-americanas têm de entregar os automóveis ou aceitar que estes sejam transformados para cumprir as metas de emissões.

 

Este acordo será um dos maiores de sempre na história dos Estados Unidos, ainda assim ficando muito longe dos recordes. Em 1998 a indústria do tabaco aceitou pagar 246 mil milhões de dólares. Também a BP aceitou pagar mais de 25 mil milhões de dólares pelo derrame de petróleo na costa dos EUA.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI