Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estado emitiu mais de 3 mil cartas de condução falsas

Já foram identificadas, pelo menos, 3700 cartas de condução falsificadas. Os casos de títulos de condução irregulares abrangem delegações regionais do Instituto de Mobilidade e Transportes Terrestres de todo o país.

Andreia Major amajor@negocios.pt 30 de Maio de 2011 às 09:24
  • Partilhar artigo
  • ...
Não se sabe ao certo quantas cartas falsificadas existem em circulação, porém a Policia Judiciária já tomou ocorrência de, pelo menos, 3.700.

Os títulos foram produzidos em delegações regionais do Instituto de Mobilidade e Transportes (IMTT), empresa que herdou esta competência da Direcção-Geral de Viação (DGV), de acordo com o “Diário de Notícias”.

Foram detidos, recentemente, quatro funcionários da delegação regional de Lisboa do IMTT, identificados por estarem envolvidos no processo de falsificação.

Segundo o “Diário de Notícias”, praticamente todas as delegações regionais aprovaram formulários com irregularidades que resultaram em falsificação de cartas de condução.

Já há três anos, foram denunciados ao IMTT 3.700 casos, porém não foi conhecido o desfecho dos casos, e a única medida que se sabe que foi tomada foi a rescisão litigiosa dos contratos dos autores da acusação.

Já tinham sido detectados em 2006 pela DGV centenas de casos, e o director-geral dessa altura, António Nunes, entregou nesse ano denúncias com suspeitos identificados no Departamento Central de Investigação e Acção Penal.

Nessa altura, o director achou por bem contratar uma empresa exterior para fazer esse serviço, de forma a terminar com a calamidade das falsificações. Foi essa mesma empresa que transitou para o IMTT, tendo sido depois descoberta e afastada. Esta tinha já recebido o prémio “Ordem de Mérito Industrial”, do antigo Presidente da República.

Ver comentários
Saber mais DGV IMTT cartas de condução falsificação
Outras Notícias