Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Familiar de qualidade

O estilo é forçosamente menos dinâmico mas, em contrapartida, a capacidade de carga, um dos principais requisitos de uma familiar, aumenta de forma notável.

Adriano Oliveira aoliveira@netcabo.pt 21 de Setembro de 2013 às 10:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A nova Volkswagen Golf Variant com carroçaria familiar, já à venda em Portugal, herda da actual geração (a sétima) do Golf de três e cinco portas, as características de "design", a qualidade de materiais e acabamentos e os equipamentos. O estilo é forçosamente menos dinâmico mas, em contrapartida, a capacidade de carga, um dos principais requisitos de uma familiar, aumenta de forma notável.


Com uma bagageira que sobe dos 505 para os 605 litros, o novo Golf Variant está ao nível de qualquer carrinha do segmento superior. Bancos traseiros rebatidos, o espaço disponível sobe para 1.620 litros, contra 1.495 litros do antecessor.

O compartimento das bagagens está protegido dos olhares indiscretos por uma chapeleira com enrolamento automático de dois níveis, que pode ser guardada sob o piso. Por sua vez, este piso pode ser regulado em altura e o desbloqueamento das costas do banco traseiro pode ser feito a partir da bagageira.

A altura da zona de carga ao solo baixou para 630mm, e o portão traseiro liberta uma abertura de 762mm medidos na vertical e 1.031mm na horizontal, o que facilita as manobras de carga e de descarga. A profundidade é de 1.055mm até ao banco traseiro e de 1.831mm até aos bancos da frente. Com o banco do passageiro da frente rebatido, é possível carregar objectos com 2.671mm de comprimento.

No interior, os passageiros beneficiam igualmente de mais espaço. Apesar da carroçaria do novo Golf Variant ser mais baixa cerca de dois centímetros, foi melhorada a altura do habitáculo tanto na parte dianteira (9mm) como na parte traseira (11mm). Todos os ocupantes têm agora mais espaço para as pernas e na largura ao nível dos cotovelos.

Mais leve e eficiente

O novo Golf Variant evolui ainda em termos de eficiência. Mais leve 105 quilos que a geração precedente, é também mais económica, até cerca de 15%, nos consumos. Na fase de lançamento, estão disponíveis cinco motores a gasolina (TSI) e a diesel (TDI) sobrealimentados de injecção directa, com potências entre 90 e 150cv. Vêm equipados de série com o sistema "start/stop" e travagem regenerativa (conversão de energia cinética em energia eléctrica), e estão acoplados a caixas manuais de 5 e 6 velocidades. Podem ainda ser combinados a transmissão automática DSG de dupla embraiagem de 6 e 7 velocidades.

equipamento de série e opcionais

O novo modelo é proposto com quatro níveis de equipamento – Trendline, Confortline, Sportline e Highline –, e os preços oscilam entre os 24.142 e os 39395 euros.

De série, vem equipado com bloqueio electrónico do diferencial XDS+, que permite um melhor comportamento de andamento e dinamismo em zonas sinuosas, sistema de travagem anticolisões múltiplas, sete "airbags" e controlo electrónico de estabilidade.

Entre outros equipamentos, a versão base Trendline já traz condicionado, ecrã táctil, sensores dianteiros e traseiros e travão eléctrico com função de ajuda nas subidas,

Nos opcionais, a panóplia de equipamentos propostos nos quatro níveis, desde os estofos em pele ao volante multifunções aos vários sistemas de segurança activa e passiva, permitem personalizar o novo Golf Variant quase sem limites.

Destaque para o sistema de suspensão adaptativa DCC (com uma carroçaria mais baixa 10 mm em relação à distância ao solo), incluindo selecção de perfis de condução, que é proposto pela primeira vez no Golf Variant. O sistema permite ao condutor seleccionar, através de um botão, o modo de suspensão desejado para garantir um comportamento mais confortável ou desportivo. Em alternativa ao sistema DCC a marca propõe também uma clássica suspensão desportiva, 15 mm mais baixa.

*Negócios em Amesterdão, a convite da SIVA

Ver comentários
Outras Notícias