Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

General Motors e LG vão investir 2,1 mil milhões em baterias para carros elétricos

A General Motors (GM) e a sul-coreana LG Chem vão criar uma "joint-venture" para produzir baterias para veículos elétricos e investir 2,3 mil milhões de dólares (2,1 mil milhões de euros) até 2023.

Há cada vez mais mulheres a terminarem estudos universitários. Ainda assim, em 2017, apenas 6,4% das CEO constantes da lista Fortune 500 são mulheres. Mas a mudança está a chegar. Em 2018 o velho clube chauvinista dos bons rapazes vai ser abalado e as mulheres vão ocupar os lugares cimeiros em mais de 60 das empresas que irão integrar o ranking Fortune 500 no final do ano. O tecto de vidro – símbolo de restrição da ascensão profissional das mulheres – vai ser quebrado.
reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 05 de Dezembro de 2019 às 18:53
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A General Motors (GM) e a sul-coreana LG Chem planeiam criar uma "joint-venture" para produzir baterias para veículos elétricos e investir 2,3 mil milhões de dólares (2,1 mil milhões de euros) até 2023, anunciaram as empresas esta quinta-feira.

A "joint-venture", que será detida em partes iguais, irá construir uma fábrica no estado norte-americano do Ohio e estima empregar até 1.100 trabalhadores. A unidade irá fornecer as baterias exclusivamente para a nova geração de veículos elétricos da GM, admitindo, contudo, vir a fornecer outros fabricantes automóveis.

A construção da nova fábrica deverá arrancar em meados do próximo ano, indicou a General Motors.

A CEO e presidente da GM, Mary Barra (na foto), referiu que a nova fábrica é "outro importante e significativo passo na direção de um futuro totalmente elétrico". A GM prevê lançar pelo menos 20 novos modelos de veículos 100% elétricos até 2023.

"As novas instalações vão ajudar a dar escala à produção e aumentar drasticamente a rentabilidade e também os custos dos veículos elétricos", referiu a responsável num encontro com a imprensa em Detroit.

A capacidade da fábrica deverá superar os 30 gigawatts-hora (GWh) e "com flexibilidade para expansão da capacidade".

A LG Chem revelou ainda que irá realizar uma emissão de obrigações no montante de 916 milhões de dólares para financiar a "joint-venture".

Ver comentários
Saber mais LG Chem General Motors GM automóvel baterias joint-venture
Outras Notícias