Automóvel Governo agrava “selo” e cria nova taxa para carros comprados em 2017

Governo agrava “selo” e cria nova taxa para carros comprados em 2017

As contas do Negócios, realizadas através das tabelas presentes na proposta do Orçamento do Estado para 2017, mostram um agravamento de 0,8% no IUC, o “selo do carro”.
Wilson Ledo 14 de outubro de 2016 às 16:50

O Governo vai aumentar o Imposto Único de Circulação (IUC). A medida consta na proposta do Orçamento do Estado para 2017 a que o Negócios teve acesso esta sexta-feira, 14 de Outubro.

As contas do Negócios, a partir das diferentes tabelas publicadas, mostram um agravamento de 0,8% no "selo do carro". A variação é idêntica tanto no escalão de cilindrada como no de dióxido de carbono.


A subida fica acima da que se registou no Orçamento do Estado para 2016, onde o aumento foi de 0,5%.


Os carros novos, comprados a partir de 1 de Janeiro de 2017, terão também de contar com taxas adicionais no IUC. Se a viatura emitir entre 180 e 250 gramas de dióxido de carbono por quilómetro, é preciso pagar 38,08 euros. Acima disso, o valor passa para os 65,24 euros.

Eis um exemplo. Um carro de 2008, a gasolina, com 1.300 de cilindrada e emissões de 140 gramas de dióxido de carbono por quilómetro, pagou este ano 150,95 euros. Com a subida de 0,8%, pagará no próximo ano 152,15 euros. São mais 1,20 euros.


A evolução do IUC segue no mesmo sentido, na ordem dos 0,8%, para as motos e veículos pesados. Nos últimos, e abaixo das 3,5 toneladas, não há actualização das taxas anuais.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI