Automóvel Hard Brexit pode custar 56 mil euros por minuto ao setor automóvel britânico

Hard Brexit pode custar 56 mil euros por minuto ao setor automóvel britânico

As consequências do Brexit são temidas pela associação de fabricantes e comerciantes de automóveis no Reino Unido. No último alerta, apontam perdas de 70 milhões por dia para o setor.
Hard Brexit pode custar 56 mil euros por minuto ao setor automóvel britânico
Reuters
Negócios 25 de junho de 2019 às 14:52

A Associação de Fabricantes e Comerciantes de Automóveis (SMMT, na sigla em inglês), estima que num cenário de hard Brexit – ou seja, caso o Reino Unido saia da União Europeia sem acordo - a indústria automóvel perderá 70 milhões de libras por dia, ou seja, 50.000 por minuto (o equivalente a 56.000 euros à taxa de câmbio atual).

A comunicação, publicada esta terça-feira, 25 de junho, e citada pelo espanhol Expansión, prevê ainda um acréscimo de custos para os clientes: cerca de 1.500 libras. Uma estimativa que tem em conta possíveis novas tarifas da parte do bloco europeu.

"O atraso no transporte de partes da cadeia de produção mede-se em minutos, e cada minuto de atraso pode custar 50.000 libras em valor acrescentado bruto, o que é o mesmo que dizer 70 milhões de libras por dia no pior dos cenários", alerta a associação.

A indústria automóvel é uma das mais críticas no que toca à separação do Reino Unido do resto do bloco, e tem vindo a insistir numa clarificação do caminho a seguir. Durante o impasse, já foram dois os grandes fabricantes a realocar operações para fora de território britânico: a japonesa Honda e a Ford, que optou por cortar metade da produção que detinha no país de Gales. Isto, embora nenhum tenha assumido estas decisões como consequência do divórcio entre os britânicos e a União Europeia.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI