Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Hard Brexit pode custar 56 mil euros por minuto ao setor automóvel britânico

As consequências do Brexit são temidas pela associação de fabricantes e comerciantes de automóveis no Reino Unido. No último alerta, apontam perdas de 70 milhões por dia para o setor.

Reuters
Negócios jng@negocios.pt 25 de Junho de 2019 às 14:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Associação de Fabricantes e Comerciantes de Automóveis (SMMT, na sigla em inglês), estima que num cenário de hard Brexit – ou seja, caso o Reino Unido saia da União Europeia sem acordo - a indústria automóvel perderá 70 milhões de libras por dia, ou seja, 50.000 por minuto (o equivalente a 56.000 euros à taxa de câmbio atual).

A comunicação, publicada esta terça-feira, 25 de junho, e citada pelo espanhol Expansión, prevê ainda um acréscimo de custos para os clientes: cerca de 1.500 libras. Uma estimativa que tem em conta possíveis novas tarifas da parte do bloco europeu.

"O atraso no transporte de partes da cadeia de produção mede-se em minutos, e cada minuto de atraso pode custar 50.000 libras em valor acrescentado bruto, o que é o mesmo que dizer 70 milhões de libras por dia no pior dos cenários", alerta a associação.

A indústria automóvel é uma das mais críticas no que toca à separação do Reino Unido do resto do bloco, e tem vindo a insistir numa clarificação do caminho a seguir. Durante o impasse, já foram dois os grandes fabricantes a realocar operações para fora de território britânico: a japonesa Honda e a Ford, que optou por cortar metade da produção que detinha no país de Gales. Isto, embora nenhum tenha assumido estas decisões como consequência do divórcio entre os britânicos e a União Europeia.

Ver comentários
Saber mais SMMT Hard Brexit Associação de Fabricantes e Comerciantes de Automóveis União Europeia Reino Unido economia negócios e finanças economia (geral) indústria metalomecânica e engenharia indústria transformadora
Mais lidas
Outras Notícias