Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Itália e França provocam quebra de 2,2% nas vendas de automóveis na Europa

As vendas de veículos na Europa caíram 2,2% em Outubro, devido à redução da procura de automóveis nos mercados italiano, francês e alemão, que registaram uma redução média de vendas de 2,5%.

Paulo Soares de Oliveira 15 de Novembro de 2002 às 11:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As vendas de veículos na Europa caíram 2,2% em Outubro, devido à redução da procura de automóveis nos mercados italiano, francês e alemão, que registaram uma redução média de vendas de 2,5%, segundo dados da Associação de Construtores Europeus de Automóveis (ACEA).

As vendas de veículos caíram de 1,2 milhões para 1,18 milhões de veículos em Outubro, elevando para 3,6% a queda total de vendas na Europa nos primeiros dez meses do ano.

O mercado italiano foi o que registou a maior quebra de vendas, com uma redução de 3,9%, devido à redução da procura das marcas do Grupo Fiat, que engloba ainda a Alfa Romeo e a Lancia.

As vendas do Grupo Fiat caíram 16,2% em Outubro para as 96.201 unidades, elevando até aos 18,1% a quebra de vendas da marca italiana entre Janeiro e Outubro, numa altura em que se especula que os prejuízos do construtor italiano em 2002 poderão ascender aos 2 mil milhões de euros.

Os construtores de luxo, Audi, BMW e DaimlerChrysler, através da sua participada Mercedes registaram uma descida dp vendas média de 3%.

Em contraciclo, a Toyota, que prepara um novo Avensis para Abril do próximo ano, registou uma subida de vendas de 9,8% em Outubro para as 48.306 unidades, tendo a marca japonesa registado uma subida de vendas de 14% nos primeiros 10 meses do ano para os 543.245 veículos.

A Mazda e a Honda foram outras das marcas japonesas que registaram subidas nas suas vendas, ao registarem uma subida média de 40%. A Mazda vendeu 13.681 unidades, devido ao modelo 6 e a Honda 14.163 unidades, impulsionada pelas vendas do modelo Jazz.

Ver comentários
Outras Notícias