Automóvel JAP investe 8,8 milhões e cria mais 50 empregos em Paredes

JAP investe 8,8 milhões e cria mais 50 empregos em Paredes

O grupo concessionário automóvel português JAP, que tem sede em Paredes, onde emprega cerca de 400 pessoas, vai investir 8,8 milhões na expansão das suas instalações, quer na frente comercial quer industrial, e criar mais meia centena de postos de trabalho.
JAP investe 8,8 milhões e cria mais 50 empregos em Paredes
O presidente da Câmara de Paredes (à esquerda, na foto) e o da JAP assinaram esta segunda-feira, 15 de julho, dois contratos de investimento do grupo no concelho.
Rui Neves 16 de julho de 2019 às 12:53

Com 115 anos de existência e mais de 1.500 trabalhadores, representando marcas como a Renault, Dacia, Nissan, BMW ou a Audi, entre outras, além de gerir a "megastore" Matrizauto, o grupo JAP vai investir mais 8,8 milhões de euros no concelho em que está sediado.

 

Duas das suas empresas, a JAPGest e a Mycarcenter, assinaram contratos de investimento com a Câmara de Paredes, no valor global de 8,8 milhões de euros, que vão "criar 50 postos de trabalho e permitir a manutenção de 400 empregos", enfatiza o município, em comunicado.

 

O investimento maior, de 4,8 milhões de euros, estará a cargo da JAPGest, que pretende instalar em Paredes "um centro de serviços centrais, comercial e industrial" do grupo, através da criação da nova unidade JAPimobili - Gestão Imobiliária, que "prevê a afetação de, pelo menos, 250 trabalhadores, e constituiu um fator de desenvolvimento importante para a economia do concelho de Paredes, designadamente, porque permitirá fixar a atividade empresarial da sociedade que lidera o universo de empresas que constituem o grupo JAP, trabalhando numa ótica de serviços partilhados", refere a autarquia.

 

No caso da Mycarcenter, empresa do grupo vocacionada para a preparação automóvel, trata-se de um investimento industrial, no valor de quatro milhões de euros, que pretende criar no concelho uma unidade para a instalação de um centro de serviços centrais e administrativos, comercial e industrial, mantendo 150 postos de trabalho e prevendo a criação de 50 novos empregos.

 

"Com estes investimentos, a empresa pretende aumentar a capacidade instalada em Paredes com recurso a processos tecnologicamente atualizados e em consonância com as disposições legais ambientais", salienta Carlos Alberto Pinto, administrador do grupo.

 

"Os empregos criados são altamente qualificados e com remunerações atrativas", garante Elias Barros, vereador das Atividades Económicas da Câmara de Paredes.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI