Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nissan afunda e Citroën dispara. Veja como evoluíram as vendas das marcas automóveis

A Nissan sofreu uma quebra de quase 30% nas vendas de ligeiros de passageiros em Portugal nos primeiros nove meses do ano, passando da quinta para a décima posição entre as marcas mais vendidas. A Renault mantém a liderança. Veja as vendas das dez principais marcas.

1.º Renault

1.º Renault
A Renault mantém a liderança com 23.172 automóveis vendidos, mas sofre uma quebra de 11% face a igual período de 2018.

2.º Peugeot

2.º Peugeot
A Peugeot aumentou as vendas em 1,9%, atingindo as 18.305 unidades. A fabricante do grupo liderado por Carlos Tavares encurtou a distância para a rival Renault.

3.º Mercedes-Benz

3.º Mercedes-Benz
A Mercedes-Benz fecha o pódio no mercado nacional com 12.693 veículos vendidos, uma subida de 0,5%.

4.º Fiat

4.º Fiat
A Fiat sofreu uma quebra de 3,4% nas vendas, mas manteve a quarta posição, com 11.732 automóveis vendidos.

5.º Citroën

5.º Citroën
A Citroën foi a marca do top 10 que mais aumentou as vendas: 13,8%. Com 11.545 veículos vendidos, a marca francesa ameaça ultrapassar a Fiat.

6.º BMW

6.º BMW
A BMW viu as vendas encolherem 6,1% nos primeiros nove meses do ano, para 10.104 unidades.

7.º Opel

7.º Opel
A Opel, agora integrada no grupo PSA, sofreu uma quebra de 18,7% nas vendas, para as 8.704 viaturas.

8.º SEAT

8.º SEAT
A Seat acelerou as vendas em 10% para 8.694 automóveis, estando a apenas dez unidades da Opel.

9.º Volkswagen

9.º Volkswagen
A Volkswagen regista um decréscimo de 18,6% nas vendas dos primeiros nove meses do ano, para 8.280 unidades.

10.º Nissan

10.º Nissan
A Nissan é a marca do top 10 com pior desempenho nos primeiros nove meses do ano: uma quebra de 29,6%, para 7.962 veículos. A marca nipónica caiu da quinta para a décima posição nas vendas.
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 05 de Outubro de 2019 às 21:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As vendas de ligeiros de passageiros em Portugal sofreram uma quebra de 4,75%, para 174.024 veículos, nos primeiros nove meses deste ano face a igual período em 2018. Apenas quatro das dez marcas mais vendidas viram as vendas aumentarem, destacando-se a Citroën e a Seat.

A líder Renault viu o número de automóveis vendidos diminuir 11%, passando a deter uma quota de mercado de 13,32%, quando em setembro do ano passado era de 14,25%.

A também francesa Peugeot, pelo contrário, aumentou as vendas em 1,9% e está a menos de 4.900 unidades da Renault, um valor bem inferior à diferença de cerca de oito mil veículos registada um ano antes.

O terceiro lugar pertence à Mercedes-Benz, que vendeu mais 57 automóveis do que nos primeiros nove meses de 2018, o que representa uma subida de 0,5%.

Com uma quebra de 3,4%, a Fiat manteve a quarta posição, mas tem a Citroën, que cresceu 13,8%, a "morder-lhe os calcanhares".

A Opel, apesar da descida de 18,7% nas vendas, manteve a sétima posição. Já a Volkswagen, com uma queda de 18,6%, baixou da oitava para a nona posição, ultrapassada pela Seat, que cresceu 10%.

A Nissan tombou do quinto para o décimo lugar, fruto da redução de 29,6% nas vendas. A marca nipónica vendeu menos 3.349 veículos do que nos primeiros nove meses de 2018.
Ver comentários
Saber mais Nissan Citroën Portugal Seat Renault automóvel BMW Volkswagen Mercedes-Benz Fiat Opel peugeot vendas ligeiros de passageiros
Outras Notícias