Automóvel Nissan vai cortar 20 mil empregos em todo o mundo

Nissan vai cortar 20 mil empregos em todo o mundo

A fabricante automóvel japonesa vai anunciar um plano de reestruturação que implica o corte de custos com o fecho de fábricas e pontos de venda.
Nissan vai cortar 20 mil empregos em todo o mundo
EPA
Negócios 22 de maio de 2020 às 07:55

A Nissan está a ponderar eliminar 20 mil postos de trabalho em todo o mundo para fazer face aos efeitos da pandemia na atividade da companhia nipónica.

A notícia está a ser avançada pela Kyoko News e segundo a agência de notícias nipónica a medida será anunciada a 28 de maio, quando a Nissan vai revelar os termos do seu plano de reestruturação de médio prazo.


A companhia nipónica pretende fechar fábricas e pontos de venda ao público, numa altura em que a pandemia da covid-19 está a afetar fortemente as vendas de automóveis em todo o mundo.

A Bloomberg tinha já noticiado a semana passada que a Nissan pretendia implementar um plano para cortar 300 mil milhões de ienes (2,54 mil milhões de euros) por ano em custos fixos.


A empresa tem uma capacidade de produção anual de 7 milhões de veículos e pretende eliminar 20% da produção global até 2022.

 

A Nissan, que tem sido abalada pelas dificuldades na parceria com a Renault após o escândalo com o antigo CEO Carlos Ghosn, já registava uma queda nas vendas antes da pandemia. No ano fiscal terminado em março as vendas desceram 13,2% para 4,79 milhões de veículos.




Marketing Automation certified by E-GOI