Automóvel Prio quer 200 pontos de carregamento rápido de carros eléctricos em 2020

Prio quer 200 pontos de carregamento rápido de carros eléctricos em 2020

A Prio.e pretende atingir os 200 pontos de carregamento rápido de veículos eléctricos em 2020, estimando um investimento de um milhão de euros para atingir essa marca.
Prio quer 200 pontos de carregamento rápido de carros eléctricos em 2020
Pedro Curvelo 24 de outubro de 2018 às 13:16

A Prio.e pretende atingir os 200 pontos de carregamento rápido de veículos eléctricos em 2020, estimando um investimento de um milhão de euros para atingir essa marca, indicou esta quarta-feira Luís Martins, administrador da Prio com o pelouro da mobilidade eléctrica, num encontro com jornalistas.

O responsável referiu que a empresa irá converter os actuais pontos de carregamento lento em "fast charge" (50 kWh) e adicionar cerca de 50 pontos de carregamento rápido aos actuais 150 pontos de carregamento da sua rede, que inclui cinco postos de carregamento rápido.

Luís Martins revelou ainda que "entre 2012 e 2018 fizemos um investimento de dois milhões de euros em investigação e desenvolvimento". Este valor, explicou, inclui custos de manutenção, operação e instalação da rede de postos de carregamento.

Os carregamentos rápidos começarão a ser pagos a partir de 1 de Novembro, passando os utilizadores a pagar quer pela energia fornecida pelos Comercializadores de Electricidade para a Mobilidade Eléctrica (CEME) quer pela utilização dos postos de carregamento rápido. A Prio.e, contudo, continuará a não cobrar qualquer valor pela utilização dos seus postos até ao final deste ano, indicou Luís Martins.

A partir de Janeiro, a empresa passará a cobrar nos seus postos, mas os utilizadores não pagarão qualquer taxa de activação do carregamento e apenas pagarão com base nos minutos gastos nos carregamentos. "A nossa aposta é na rotação da utilização dos pontos de carregamento", justificou o responsável.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI