Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Siva garante início das reparações de automóveis VW em Janeiro

A Siva, importadora portuguesa do grupo Volkswagen, garantiu esta quinta-feira, 7 de Janeiro, que a reparação dos veículos afectados pelo escândalo de manipulação de emissões poluentes arrancará no final de Janeiro.

A carregar o vídeo ...
Wilson Ledo wilsonledo@negocios.pt 07 de Janeiro de 2016 às 12:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A Siva, importadora portuguesa do grupo Volkswagen, garantiu esta quinta-feira, 7 de Janeiro, que a reparação dos veículos afectados pelo escândalo de manipulação de emissões poluentes arrancará no final de Janeiro.

"Estamos a estudar a implementação em Portugal" das medidas propostas pelo grupo automóvel alemão, garantiu o administrador da Siva, Fernando Monteiro, num encontro com jornalistas. "Cabe à Volkswagen AG comunicar. A nossa responsabilidade é implementar a acção em Portugal", acrescentou.


No passado mês de Dezembro, depois de aprovação do regulador alemão, ficou fixado um calendário nesse sentido. Os veículos com motores 2.0 litros terão uma actualização do "software" que manipula as emissões de óxido de azoto (NOx) logo no primeiro trimestre de 2016.


Para os carros com motores 1.2 litros também se dará uma actualização do "software", mas já no segundo trimestre. A partir do terceiro trimestre, é altura das viaturas com motores 1.6 litros serem chamadas às oficinas para a instalação de um estabilizador de fluxo.


Em Portugal, existem 102.454 carros envolvidos neste caso das marcas representadas pela Siva: Volkswagen, Audi e Skoda. A estes juntam-se mais 23 mil da Seat, que deverá seguir o mesmo calendário.


Em Setembro de 2015, o grupo Volkswagen foi apanhado no maior escândalo da sua história, tendo revelado que 11 milhões de carros em todo o mundo tinham emissões NOx adulteradas. Depois revelou que também manipulou as emissões de dióxido de carbono (CO2), mas acabou por baixar o balanço de 800 mil para 36 mil carros.


O grupo Volkswagen irá assumir todos os custos das reparações. Questionado sobre o impacto nas contas da Siva, Fernando Monteiro esclareceu que esse dado não está quantificado. Todavia, o administrador assegurou que "todos os custos que tivermos serão apoiados pelos nossos parceiros da Volkswagen AG".


Fernando Monteiro confirmou ainda que a Siva recebeu contactos de clientes que querem trocar o seu carro afectado por um novo, mas desvalorizou o cenário. "A situação não se coloca porque o carro vai ser corrigido", posicionou.


No último ano, a Siva vendeu 31.435 carros em Portugal, assinalando um crescimento de 19% face ao ano anterior. Apesar do escândalo, a tendência foi seguida pela Volkswagen enquanto marca individual, a segunda mais vendida no país entre os ligeiros de passageiros.

Ao todo foram mais 22%, para os 16.900 veículos. Ainda assim, a marca cresceu abaixo do ritmo deste mercado (25%).


(Notícia actualizada às 13:24 com mais informação)

Ver comentários
Saber mais Siva Volkswagen emissões reparações automóvel escândalo
Mais lidas
Outras Notícias