Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tesla vai revelar novo modelo a 14 de Março. É um SUV

Depois do Model 3, e da versão low-cost do mesmo, vem o Model Y, anunciou Elon Musk. A novidade chegou através do Twitter, o que pode azedar as relações entre o regulador dos mercados americano e o CEO da fabricante de carros elétricos.

reuters
Negócios jng@negocios.pt 04 de Março de 2019 às 08:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou este domingo, através da conta do Twitter, que no próximo dia 14 de março a Tesla vai lançar um novo modelo – o Model Y.

De acordo com os detalhes partilhados pelo CEO na mesma rede social, o novo modelo é um SUV e será 10% mais caro em comparação com o Model 3 – sendo também 10% maior. Para além de mais especificações, o público poderá testar os carros a partir do dia da apresentação. O anúncio chega dias depois de Musk ter divulgado o lançamento de uma versão low-cost do Model 3.

O veículo através do qual foram avançadas estas novidades – o Twitter – pode exacerbar a tensão entre Musk e o regulador dos mercados americanos, a Securities Exchange Comission (SEC).

Na semana passada, a 26 de fevereiro, a SEC pediu a um juiz para acusar de desrespeito o presidente executivo da fabricante de veículos elétricos por violação de uma ordem do tribunal. O organismo acusa Musk de quebrar o compromisso de não tweetar sem supervisão, acordado no ano passado, pois no passado dia 19 de janeiro publicou um tweet "inexato" sobre a produção da Tesla, referiu a Bloomberg.

Neste penúltimo tweet, Musk disse que a Tesla fabricaria "cerca" de 500.000 veículos em 2019, tendo clarificado horas depois que "queria dizer" que o ritmo anualizado de produção da empresa no final de 2019 poderia rondar meio milhão de automóveis – uma taxa de produção de 10.000 carros por semana. As vendas totais para 2019 ainda estão estimadas em 400.000, esclareceu o CEO.

O diferendo entre o CEO da Tesla e a SEC teve início em agosto do ano passado, quando Musk tweetou que estaria a considerar tirar a Tesla de bolsa, a um preço de 420 dólares por ação – garantindo, ainda, ter o financiamento assegurado para levar a cabo a operação. Estas declarações fizeam, na altura, disparar o valor das ações da empresa, embora nada do que foi tweetado tivesse vindo a verificar-se.

A SEC decidiu processar Elon Musk, alegando fraude com acções. E determinou que Musk teria de abandonar o cargo de "chairman" da empresa, mantendo-se como presidente executivo. Além disso, a Tesla e Musk foram condenados ao pagamento de 20 milhões de dólares cada um.

Ver comentários
Saber mais CEO Model Tesla Elon Musk SUV Twitter Securities Exchange Comission SEC presidente economia negócios e finanças Informação sobre empresas
Mais lidas
Outras Notícias