Automóvel Toyota responde a Trump e diz que já investiu 22 mil milhões nos EUA

Toyota responde a Trump e diz que já investiu 22 mil milhões nos EUA

O presidente-eleito ameaçou impor taxar a marca se a nova fábrica no México avançar. Toyota responde com a sua contribuição para a economia norte-americana.
Toyota responde a Trump e diz que já investiu 22 mil milhões nos EUA
André Cabrita-Mendes 06 de janeiro de 2017 às 15:22
A Toyota e o Governo japonês reagiram a Donald Trump. O presidente eleito ameaçou impor uma "elevada tarifa aduaneira" à marca automóvel se vier a construir uma nova fábrica no México para depois exportar para os Estados Unidos.

Em resposta, a empresa veio a público mostrar de que forma é que contribui para a economia norte-americana: 21,9 mil milhões de dólares (20,7 mil milhões de euros) de investimento directo no país, 10 fábricas, 1.500 concessionários e 136 mil trabalhadores.

"A Toyota está interessada em colaborar com a administração Trump para servir melhor os interesses dos consumidores e da indústria automóvel", disse a marca em comunicado citado pelo The Guardian esta sexta-feira, 6 de Janeiro.

O próprio Governo nipónico também veio a público defender a fabricante automóvel. "Os fabricantes japoneses estão a fazer contribuições significativas em termos de empregos nos Estados Unidos", disse o ministro da Economia do Japão, Hiroshige Seko.

"É importante que os seus esforços e resultados sejam largamente aceites. Este é um assunto que envolve uma empresa privada mas o governo está preparado para apoiá-la", afirmou o responsável citado pelo The Guardian.

Os dados da pegada japonesa na economia norte-americana mostram a relevância do investimento nipónico: mais de 80 mil trabalhadores em empresas japonesas nos EUA e com um contributo de 78 mil milhões de dólares para as exportações do país em 2014.

A reacção da Toyota e do Governo nipónico surge depois de Donald Trump ter ameaçado aumentar as tarifas aduaneiras sobre a empresa.

"A Toyota diz que vai construir uma nova fábrica no México, para construir o modelo Corolla para o mercado norte-americano. Nem pensar! Ou constrói a fábrica nos Estados Unidos ou passa a pagar uma elevada taxa aduaneira", escreveu o presidente-eleito na quinta-feira, 5 de Janeiro.

A construção da nova fábrica em Guanajuato, no México, teve início no final de 2016. Aqui vai ser fabricado o modelo Corolla a partir de 2019. Na mensagem original, Donald Trump confundiu este novo investimento, com a fábrica já existente em Baja.

A ameaça de Trump surgiu horas depois do presidente da Toyota, Akido Toyoda, ter garantido que a marca não iria desistir do investimento no México.

As fabricantes automóveis têm estado debaixo de fogo por parte de Donald Trump. O presidente-eleito criticou recentemente a General Motors por fabricar automóveis no México cujo destino são os Estados Unidos.

Uma das empresas que desistiu de investir no México foi a norte-americana Ford, que esta semana anunciou o cancelamento do investimento de 1,6 mil milhões de dólares numa nova fábrica para investir numa fábrica já existente nos EUA.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI