Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas automóveis voltam a cair em novembro. Ano ameaça ser igual ou pior que 2020

As matrículas de veículos automóveis em Portugal voltaram a recuar em novembro face a igual mês do ano passado. Em termos acumulados, a subida já é só de 3,3% face ao ano de chegada da pandemia ao país.

As vendas de automóveis em todo o mundo deverão cair este ano para mínimos desde 2009.
Fabian Bimmer/Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 02 de Dezembro de 2021 às 18:05
Em novembro as matrículas de veículos automóveis cifraram-se em 13.935 unidades, uma quebra de 6,9% face a igual mês do ano passado, informa esta quinta-feira a Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

E em termos acumulados as 163.944 viaturas vendidas representam um crescimento de apenas 3,3% face aos primeiros 11 meses de 2020. A diferença é agora de somente 5.242 unidades, o que abre a possibilidade a que 2021 venha a ser um ano igual ou mesmo pior do que o ano passado, marcado pelo impacto da pandemia.

Nos ligeiros de passageiros, em novembro assistiu-se a uma quebra homóloga de 7,6%, enquanto nos comerciais ligeiros o recuo cifrou-se em 5,9%.

O segmento dos pesados, por seu turno, apresentou uma subida de 8,2%, graças aos pesados de passageiros, que dispararam 190%.

Em termos acumulados, os ligeiros de passageiros, que constituem a maior fatia do mercado, sobem apenas 2,2%. Os comerciais ligeiros registam um crescimento de 6,7% e os pesados sobrem 21,3%.
Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio