Automóvel Volvo testa carros autónomos nas ruas de Londres em 2017

Volvo testa carros autónomos nas ruas de Londres em 2017

A Volvo quer começar a testar uma pequena frota de carros autónomos em ambiente real já no próximo ano. A marca sueca vai colocar os seus 4x4 a circular pela capital britânica.
Volvo testa carros autónomos nas ruas de Londres em 2017
Inês F. Alves 27 de abril de 2016 às 13:57

A Volvo quer ir mais longe com o programa "Drive Me London" [Conduz-me, Londres – em tradução livre] e testar carros autónomos em ambiente real. A marca sueca vai colocar famílias nos veículos autónomos que irão circular nas estradas londrinas em 2017.


Num comunicado publicado esta quarta-feira, 27 de Abril, a marca dá conta dos planos para aquele que considera ser "o mais ambicioso teste de veículos autónomos no Reino Unido".


A Volvo quer iniciar o programa "Drive Me London" no início de 2017 com um número limitado de carros, sendo que o plano é expandir o programa às 100 viaturas até 2018.

Segundo o The Guardian, a marca tem conduzido testes com estes veículos em Gotemburgo desde 2014, e está a preparar um programa semelhante ao de Londres para a cidade sueca. Os testes públicos deverão acontecer em paralelo nas duas cidades.


"A condução autónoma representa um avanço na segurança rodoviária", considera Håkan Samuelsson, presidente e CEO da Volvo. "Quando mais cedo se colocarem nas estradas carros autónomos, mais depressa se começam a salvar vidas", acrescenta.

Sajid Javid, secretário de Estado para a Inovação britânico, partilha desta visão optimista.

"Os carros autónomos vão tornar as nossas viagens mais rápidas, limpas e seguras. O Reino Unido está a liderar o caminho no desenvolvimento da tecnologia necessária para fazer disto uma realidade", diz o responsável.

"Estes avanços na tecnologia provam que a quarta revolução industrial está ao virar da esquina, e a nossa determinação de estar na linha da frente é o que atrai marcas de topo para testes em ambiente real", acrescentou Javid.

"A indústria automóvel não pode fazer tudo sozinha", salientou Samuelsson, para quem "os governos a nível global precisam de implementar infra-estruturas e legislação para permitir que os carros autónomos cheguem às estradas o mais depressa possível".

A Volvo, detida pelo grupo chinês Zhejiang Geely, tem vindo a travar esta batalha em diversas frentes, tendo integrado a Coligação dos Carros Autónomos para Ruas mais Seguras. Deste grupo fazem parte Google, a Ford, a Uber, a sua rival Lyft. 

O objectivo desta coligação é promover junto das autoridades norte-americanas os benefícios dos carros autónomos, com o intuito de uniformizar regras e acelerar o desenvolvimento deste mercado.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI