Banca & Finanças António Costa ataca Banco de Portugal por não se empenhar na solução para papel comercial

António Costa ataca Banco de Portugal por não se empenhar na solução para papel comercial

Louvores à CMVM e críticas ao Banco de Portugal. Foi assim que o primeiro-ministro falou sobre o mecanismo que tentou promover para solucionar o investimento em papel comercial.
António Costa ataca Banco de Portugal por não se empenhar na solução para papel comercial
Pedro Elias

António Costa assumiu-se contra a postura de Carlos Costa na procura de uma solução para os investidores que colocaram dinheiro em papel comercial do BES. O primeiro-ministro admitiu mesmo que lamenta a atitude do regulador do sector financeiro.

 

"Tenho de lamentar a forma como a administração do Banco de Portugal tem vindo a arrastar uma decisão sobre estas matérias", declarou o líder do Executivo num evento de divulgação do Simplex, em Aveiro.

Aos jornalistas, António Costa falava no mecanismo que quis promover para encontrar uma solução para os investidores em títulos de dívida de curto prazo de sociedades do antigo Grupo Espírito Santo. Em causa está um mecanismo de conciliação em que se reúnem todos os intervenientes (Banco de Portugal, CMVM, BES, Novo Banco, Governo e AIEPC) à volta da mesma mesa de forma a ponderar o pagamento dos cerca de 500 milhões de euros investidos por cerca de 2.800 clientes do antigo BES, agora Novo Banco.

 

Segundo foi dito ao Negócios pelo advogado que representa parte dos clientes da AIEPC, a Associação de Indignados e Enganados do Papel Comercial, Nuno Vieira, o Banco de Portugal foi o único que ainda não apresentou nenhum representante para se reunir com os outros representantes. Aliás, o regulador do sector financeiro ainda não disse se, efectivamente, estará nestas negociações.

 

"Não é possível arrastar uma indefinição jurídica", declarou António Costa, acrescentando que, "tão rapidamente quanto possível", espera uma "atitude" responsável por parte do Banco de Portugal, que afirma que é o que tem faltado.


Elogios à CMVM

Em contraponto ao Banco de Portugal, Costa elogiou o regulador do mercado de capitais. "Quero elogiar a atitude da CMVM, que desde a primeira hora aderiu à proposta", adiantou. António Costa congratulou, por duas vezes, a atitude do regulador presidido por Carlos Tavares - um nome que tem sido avançado para liderar a Caixa Geral de Depósitos. O primeiro-ministro também falou na "atitude positiva do BES e do Novo Banco".

Em relação a uma solução para os investidores em papel comercial vendido aos balcões do BES, os reguladores não têm estado em sintonia. Ao contrário do que assumiu inicialmente, o Banco de Portugal recusa agora que o Novo Banco tenha qualquer responsabilidade no pagamento do papel comercial vendido aos balcões do antigo BES. A CMVM defende o contrário porque, argumenta, a dívida foi por comercializada pelo BES e porque foi dada, na altura da resolução, a indicação de que os investidores seriam reembolsados.

 

Críticas recorrentes

 

Em Aveiro, António Costa fe a mais forte crítica dirigida a Carlos Costa, ainda que a oposição não seja uma novidade. Na campanha eleitoral, o secretário-geral socialista e candidato a primeiro-ministro atacou directamente o governador: "Vejam bem a aventura em que se meterem aqueles que confiaram no Lehman Brothers ou no Grupo Espírito Santo (GES), aqueles que vemos hoje a chorarem e a baterem-se por terem perdido as suas poupanças, por terem confiado num governador do Banco de Portugal [Carlos Costa], num primeiro-ministro [Pedro Passos Coelho] e num Presidente da República [Cavaco Silva] que lhes disse que o grupo merecia confiança a poucas semanas de falir".

 

Aliás, o primeiro-ministro tem lançado farpas à própria supervisão financeira e à organização em que se sustenta, falando em "insuficiências" reveladas "claramente". Daí que, por exemplo, queira retirar o poder de autoridade de resolução ao Banco de Portugal, que diz ser dificilmente compatível com a de regulador da banca comercial.

 

(Notícia actualizada com mais informaçõesàs 13:01)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI