Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bagão Félix: "Falar de fim da crise em 2012 é manifestamente inadequado"

Bagão Félix comentou as palavras do ministro da Economia, que defendeu ontem que 2012 seria o início do fim da crise. O economista defende que provavelmente, nem no final de 2013 .

Rita Faria afaria@negocios.pt 15 de Novembro de 2011 às 11:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
O antigo ministro das Finanças, e actual conselheiro de Estado, comentou hoje as palavras do ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, que afirmou ontem que 2012 marcaria o final da crise financeira em Portugal.

Bagão Félix considera-a uma afirmação “inadequada”, mas que faz parte do seu papel de ministro da Economia, como incentivador da iniciativa, do investimento, e do crescimento económico.

“O ministro da Economia está no seu papel, e se há alguém que tem de dar esperança, e alguma luz ao fundo do túnel, é ele”, disse Bagão Félix, ao Negócios, à margem da conferência “As seguradoras e o desafio da poupança”, acrescentando que “a sua função é estimular o investimento, o crescimento e a iniciativa.

No entanto, o economista garante que “falar do final da crise em 2012 é manifestamente inadequado, e oxalá seja no final de 2013, mas até aí tenho algumas dúvidas”.

Bagão Félix considera que o principal problema do Orçamento do Estado para 2012 não é a sua execução, mas os seus efeitos ao nível da retracção na economia.

“O risco de execução orçamental existe na medida em que a retracção da economia venha a provocar uma retracção brutal das receitas fiscais”, concluiu o responsável.

Ver comentários
Saber mais Bagão Félix crise 2012 manifestamente
Mais lidas
Outras Notícias