Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca contratou 400 pessoas no primeiro semestre

O balanço continua a ser de redução de quadros, mas os maiores bancos nacionais contrataram quase 400 pessoas no primeiro semestre do ano, grande parte para a área tecnológica.

Em 2019, a Autoridade da Concorrência aplicou coimas de 225 milhões de euros a onze bancos por partilha de informação entre 2002 e 2013.
João Cortesão
Negócios jng@negocios.pt 26 de Setembro de 2022 às 09:27
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Nos primeiros seis meses do ano, os maiores bancos contrataram quase 400 pessoas, mas o número total de trabalhadores continua a encolher, apesar de a um ritmo menos acentuado.

A conclusão é do DN/Dinheiro Vivo, que publica nesta segunda-feira, 26 de setembro, uma análise aos números divulgados nas contas relativas ao primeiro semestre do BPI, CGD, Millennium BCP, Novo Banco e Santander. 

No primeiro semestre, estes bancos contrataram quase 400 pessoas, principalmente para as áreas tecnológicas, mas também comerciais.

Nos últimos anos, a banca tem levado a cabo uma transformação radical do seu modelo de operação justificada pela revolução digital que resultou no fecho de centenas de balcões e na saída de milhares de trabalhadores. Agora, o setor garante que as ondas de saídas em massa de pessoal ficaram para trás, reforçando em áreas específicas para responder aos novos desafios.

Mas tendo em conta o conjunto dos dados dos últimos cinco anos, fecharam 883 agências e perderam-se 5.633 trabalhadores, segundo as estatísticas da Associação Portuguesa de Bancos (APB).

No final de 2021, o setor somava 3.529 agências em todo o território nacional e 37.759 funcionários. 
Ver comentários
Saber mais DN Dinheiro Vivo Millennium BCP Novo Banco e Santander economia negócios e finanças serviços financeiros banca economia (geral)
Outras Notícias