Banca & Finanças Banco francês vai criar 600 postos de trabalho em Portugal até 2019

Banco francês vai criar 600 postos de trabalho em Portugal até 2019

Os salário competitivos, as "importantes competências linguísticas" e um "contexto económico favorável para o investimento estrangeiro" são as razões principais para o banco ter escolhido Portugal.
Banco francês vai criar 600 postos de trabalho em Portugal até 2019
Reuters
André Cabrita-Mendes 16 de setembro de 2016 às 11:02
O Natixis vai criar 600 postos de trabalho em Portugal nos próximos anos. Até 2019, a cidade do Porto vai ganhar centenas de emprego na área dos sistemas de informação de gestão.

A notícia tinha sido avançada pela imprensa francesa em Junho e a instituição confirmou à Bloomberg esta sexta-feira, 19 de Setembro, que vai mesmo avançar.

Estes 600 postos de trabalho vão assim ser deslocalizados de França para Portugal. As principais razões para esta mudança prende-se com o facto de Portugal dispor de salário competitivos, activos imobiliários, assim como "importantes competências linguísticas" e um "contexto económico favorável para o investimento estrangeiro".

Ao mesmo tempo, a companhia anunciou que pretende criar 150 postos de trabalho também na área dos sistemas de informação de gestão.

O Natixis pertence ao Groupe BPCE, o segundo maior grupo bancário em França, que inclui o Banque Populaire, Caisses d'Epargne, Crédit Foncier ou Banque Palatine. 

Este grupo conta com 36 milhões de clientes, oito mil agências e 115 mil trabalhadores, actuando nos sectores bancário, financeiros e imobiliário.

Já o Natixis conta com 16 mil trabalhadores em 36 países, não estando presente até agora em Portugal. O banco registou lucros de 1.344 milhões em 2015, mais 18% face ao ano anterior, com as receitas a subirem 11%

O Natixis junta-se assim ao banco francês BNP Paribas, que conta com mais de 2.500 trabalhadores em Portugal, valor que deverá subir para os quatro mil trabalhadores nos próximos anos.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI