Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bancos espanhóis não precisam de ajuda de 51 mil milhões de euros

A ministra da Economia espanhola considera exagerados os rumores que apontam para a necessidade de um resgate à banca no valor de 51 mil milhões de euros.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 08:46
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
Caso os bancos espanhóis precisem de ajuda financeira, o valor em que isso será feito será num número "sem dúvida inferior" aos 51 mil milhões de euros que se tem especulado. Quem o garante é a ministra da Economia espanhola, Elena Salgado (na foto), citada pelo jornal "ABC".

A Bloomberg aponta que a ajuda financeira para a indústria bancária de Espanha não irá exceder os 22 mil milhões de euros.

Salgado admitiu que pediu um adiamento do prazo de conclusão para começar a operar o Fundo de Reestruturação de Ordenação Bancária (FROB), um plano que conta com 99.000 milhões de euros e que permitirá aos bancos receber dinheiro do Estado.

A autorização do prolongamento deverá ser aceite pelo comissário europeu, Joaquín Almunia, como já aconteceu com outros países europeus. Espera-se que o FROB esteja preparado a 23 de Julho, data em que o sistema financeiro europeu irá conhecer os resultados dos testes de stress.

Um hipotético resgate financeiro aos bancos após os testes de "stress" foi desvalorizado por Salgado que admitiu que o FROB será suficiente para as injecções de capital necessárias.

Ver comentários
Outras Notícias