Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bancos financiaram "off-shores" para participarem nos seus aumentos de capital

Pedro Queiroz Pereira denunciou uma prática que diz ter sido assumida por vários bancos nacionais. O PS vai perguntar ao Banco de Portugal o que fez sobre este tema.

Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 10 de Dezembro de 2014 às 19:40
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...

Os bancos portugueses fizeram, ao longo dos anos, vários aumentos de capital. Nestas operações, emitem mais acções representativas do seu capital, esperando que haja quem as adquira, para encaixarem o preço pago pelos compradores.

 

No Parlamento, Pedro Queiroz Pereira acusou muitos bancos nacionais de financiarem "off-shores", entidades com alguma opacidade, para participarem nos aumentos de capitais e comprarem acções.

 

"Não tenho condições de provar isso". "Tenho poucas dúvidas que os bancos portugueses recorreram a off-shores para irem aos aumentos de capital".

 

"Passou-se muito em Portugal", garantiu. Mas pediu aos deputados para que não solicitassem pormenores porque não os conhece. No entanto, quis fazer esta afirmação na comissão parlamentar de inquérito porque tal já se terá passado há dez anos e tem de dizer "coisas que possam ajudar" aos trabalhos daquela comissão.

 

Há um aumento de capital específico que Queiroz Pereira diz ter recorrido a essa instrumentalização das "off-shores". "O BES, em 2000 ou 2001, faz um aumento de capital e, como aconteceu com outros bancos da praça, financiou off-shores para virem ao aumento de capital".

 

PS pede intervenção do Banco de Portugal

 

"Vamos pedir o extracto da acta na parte em que foi declarado que houve participações em aumentos de capital nos últimos anos", anunciou o deputado socialista José Magalhães.

 

O objectivo, afirmou Magalhães, é perguntar ao Banco de Portugal "sobre se conhece casos concretos". "E, se conhecendo, tomou mudanças no sentido de aplicar a lei", adiantou. 

Ver comentários
Saber mais Pedro Queiroz Pereira BES Banco de Portugal José Magalhães banca
Outras Notícias