Banca & Finanças Banif atribui "elevada volatilidade" das acções às notícias que têm vindo a público

Banif atribui "elevada volatilidade" das acções às notícias que têm vindo a público

A pedido da CMVM, o Banif esclarece que tem em curso "um processo de venda estruturada de activos" e "está envolvido num processo formal e estruturado tendente à selecção de um investidor estratégico". O banco considera ainda que a “elevada volatilidade” das acções se deve às notícias que têm sido publicadas na comunicação social.
Banif atribui "elevada volatilidade" das acções às notícias que têm vindo a público
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 11 de dezembro de 2015 às 12:41

O Banif emitiu um comunicado, que está presente no site da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), para esclarecer alguns pontos sobre a situação do banco, isto "por indicação da CMVM". No documento, a instituição liderada por Jorge Tomé (na foto) aponta que o "elevado número de notícias que têm sido recentemente divulgadas na comunicação social, sem referência concreta às respectivas fontes" estarão "na origem da elevada volatilidade" das acções. Os títulos do Banif já disparam hoje mais de 20% depois de nas últimas sessões terem registado uma queda superior a 60%.

"À presente data, o Banif tem em curso um processo de venda estruturada de activos 'real estate' e 'non-performing loans', integrado no seu plano de reestruturação", revela o banco. Além disso, e em paralelo, a instituição financeira "está envolvida num processo formal e estruturado tendente à selecção de um investidor estratégico".

Por outro lado, o Banif diz ainda que "não tem conhecimento de qualquer decisão da Direcção Geral de Concorrência da Comissão Europeia referente ao procedimento formal de investigação actualmente em curso, em que é parte o Estado Português na sequência do investimento público realizado no Banif, o qual, de acordo com os prazos legais aplicáveis, deverá ainda encontrar-se em fase de consulta pública".

"O Conselho de Administração do Banif continua a implementar as medidas de reorganização societária e de reestruturação operacional previstas no Plano de Reestruturação apresentado às autoridades nacionais e comunitárias", esclarece por último o Banif em comunicado enviado ao regulador.

Acções em alta esta sexta-feira

A subida que as acções registam esta sexta-feira tem lugar depois de nas últimas seis sessões a instituição financeira ter recuado 63,16%. Esta queda tem lugar num momento em que surgiram muitas notícias em torno da capacidade do banco para reembolsar a ajuda que recebeu do Estado. "É natural que haja especulação face ao processo em curso e que haja a atenção do regulador", disse à Lusa fonte oficial do banco liderado por Jorge Tomé.

Esta sexta-feira, 11 de Dezembro, o Negócios avança que o Banif tem em marcha venda de 60% do Estado. O Banif já lançou o processo de venda da posição do Estado. Os potenciais interessados estão a ter acesso a informação detalhada e a apresentações da gestão. Em breve serão chamados a fazer ofertas únicas e vinculativas.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI