Banca & Finanças Banif: Bruxelas está em contacto “próximo e construtivo” com Portugal

Banif: Bruxelas está em contacto “próximo e construtivo” com Portugal

Bruxelas “está em contacto próximo e construtivo com as autoridades portuguesas” sobre o Banif. Qualquer decisão no banco “assegurará a total protecção dos depósitos garantidos”, adiantou fonte oficial da Comissão Europeia ao Negócios.
Banif: Bruxelas está em contacto “próximo e construtivo” com Portugal
Reuters
Maria João Gago 14 de dezembro de 2015 às 15:27

"A Comissão Europeia está em contacto próximo e construtivo com as autoridades portuguesas" sobre a situação do Banif, adiantou fonte oficial da Direcção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia (DGComp) em resposta às questões do Negócios sobre se Bruxelas está a acompanhar o processo de venda e está a par de outras alternativas para a instituição, designadamente uma medida de resolução.

 

Os contactos entre a Comissão Europeia e as autoridades portugueses estão a decorrer "tanto ao nível técnico como político", adiantou o gabinete de imprensa da DGComp, adiantando que, "neste momento, não é possível antecipar desfecho ou o calendário de uma decisão" de Bruxelas sobre o Banif.

 

Certo, sublinha fonte oficial, é que "qualquer desfecho [sobre o Banif] estará em linha com as regras da União Europeia e assegurará a total protecção dos depósitos garantidos".

 

Recorde-se que a Comissão Europeia decidiu em Julho avançar com uma investigação aprofundada à ajuda do Estado ao Banif, depois de o banco ter falhado o prazo de reembolso da última tranche de 125 milhões de instrumentos de capital contingente ("CoCos"), de um total de 400 milhões de euros que a instituição recebeu em "CoCos", dos quais já devolveu 275 milhões.

 

Além deste apoio, o Tesouro injectou mais 700 milhões num aumento de capital, aplicação que hoje lhe garante uma participação de 60,53% no capital do Banif. É precisamente para substituir o Estado como principal accionista do banco que a instituição tem em marcha um processo de venda.

O Banif têm em curso "um processo de venda nos mercados internacionais", que "o Governo acompanha", garantiu ao início da madrugada desta segunda-feira, 14 de Dezembro, o Ministério das Finanças em comunicado enviado às redacções.

A preocupação do Executivo liderado por António Costa neste dossiê é "garantir a confiança no sistema financeiro, a plena protecção dos depositantes, as condições de financiamento da economia e a melhor protecção dos contribuintes", sublinha o documento emitido pelo gabinete de Mário Centeno.

A posição oficial do Ministério das Finanças surge depois de a TVI ter noticiado que o Executivo está preparado para intervir no Banif. Também o emitiu esta madrugada um comunicado na CMVM para "desmentir categoricamente" a notícia avançada na última noite pela TVI que, entre outras informações, avançava que "está tudo preparado para o fecho do banco" e que o banco "poderá ser intervencionado esta semana".



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI