Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banif ganha mais de 3% após garantir aumento de capital de 138,5 milhões de euros

Os títulos do banco liderado por Jorge Tomé iniciaram o dia a ganhar 3,76% após ser conhecido que já foi garantida a colocação da totalidade do aumento de capital de 138,5 milhões de euros.

Negócios 29 de Maio de 2014 às 08:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...

As acções do Banif já subiram um máximo de 3,76% para 0,0107 euros e seguem agora a ganhar 1,82% para 0,0105 euros, contrariando o sentimento negativo dos restantes títulos do sector bancário.

 

O Banif já garantiu a colocação da totalidade do aumento de capital de 138,5 milhões de euros, apesar de ainda faltarem dois dias para o fim da operação, cujo prazo termina esta sexta-feira, 30 de Maio. 

 

O facto de as ordens de subscrição de novas acções do banco já superarem a oferta disponível vai implicar a realização de rateio, com o objectivo de alocar os títulos em função dos critérios de atribuição definidos. Recorde-se que os actuais accionistas serão beneficiados neste processo, uma vez que lhes foi lhes foi atribuída prioridade na alocação de acções.

 

O aumento de capital que o Banif tem em curso destina-se a concluir o processo de capitalização de 450 milhões de euros a realizar com recurso a investidores privados, um compromisso assumido com o Estado no âmbito do apoio público de 1.100 milhões que o banco recebeu. Deste montante, a instituição liderada por Jorge Tomé já devolveu ao Tesouro 275 milhões relativos a instrumentos de capital contingente ("CoCos").

 
Descodificador: Saiba como funciona o rateio

Com a procura pelas novas acções do Banif a superar a oferta de títulos do banco liderado por Jorge Tomé haverá, no final da operação, lugar a rateio. O Negócios diz-lhe quais os quatro critérios (por ordem) que serão tidos em conta neste processo.

 

1. A cada accionista do Banif serão atribuídas prioritariamente as novas acções em proporção das acções detidas. Por cada 7,34917036 acções, ou o número inferior, recebe uma nova acção do banco liderado por Jorge Tomé;

 

2. Após aplicação do primeiro critério de alocação, as restantes acções serão destinadas a satisfazer simultaneamente os pedidos excedentários dos accionistas e os pedidos de subscrição apresentados pelo público em geral;

 

3. Aos pedidos de subscrição apresentados pelo público em geral, bem como os pedidos apresentados pelos accionistas na medida que exceda a proporção alocada no primeiro critério, serão atribuídas novas acções na sua proporção, com arredondamento por defeito; 

 

4. As novas acções que remanescerem em resultado dos processos de alocação previstos serão atribuídas por sorteio, entre todos os pedidos registados.

Ver comentários
Saber mais Banif Jorge Tomé aumento de capital
Outras Notícias