Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bankinter e Mapfre já comunicaram à Concorrência compra dos seguros do Barclays

A venda dos seguros do Barclays, por 75 milhões, está a ser analisada pela Autoridade da Concorrência. Quem quiser comentar a operação, pode fazê-lo nos próximos dez dias úteis. O Bankinter espera concluir toda a operação em 2016.

Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 28 de Dezembro de 2015 às 10:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Autoridade da Concorrência já está a analisar a compra da actividade de seguros do Barclays em Portugal pelos espanhóis Bankinter e Mapfre. A operação insere-se na saída do banco britânico da área de retalho nacional. Ainda não há novidades sobre a outra parte do negócio, que envolve a venda do negócio bancário tradicional do Barclays ao Bankinter. 

 

"A operação de concentração em causa consiste na aquisição, pelo Bankinter Seguros de Vida, Seguros e Reseguros, do controlo exclusivo de activos do Barclays Vida y Pensiones Compañia de Seguros, sucursal em Portugal", assinala o aviso da Concorrência publicado em jornais portugueses esta segunda-feira, 28 de Dezembro.

 

A empresa compradora é detida, em partes iguais, por dois grupos espanhóis: o banco Bankinter e a seguradora Mapfre. A companhia que está a ser adquirida é a do negócio segurador, do ramo vida, do Barclays. A operação é concretizada por 75 milhões de euros, sendo que o esforço é repartido, em partes iguais, pelo Bankinter e pela Mapfre. A sucursal do ramo vida do Barclays registou um lucro líquido de 12,7 milhões de euros em 2014.

 

Qualquer interessado em pronunciar-se sobre a operação tem 10 dias úteis para fazer chegar a sua opinião. Normalmente, é um período habitual para que os concorrentes façam notar a sua perspectiva sobre o negócio. O Santander Totta, que tem capitais espanhóis tal como o Bankinter, já se pronunciou publicamente dizendo não recear a concentração: "Sai um concorrente, entra outro", afirmou António Vieira Monteiro em Novembro.

 

Este negócio é um dos dois que envolve a saída do Barclays dos negócios bancário e segurador tradicionais em Portugal: a outra parte é a compra, por 100 milhões de euros, apenas pelo Bankinter, dos clientes e da rede de 84 agências que o banco britânico tem em Portugal. Na operação, transitam igualmente 1.002 colaboradores. O Barclays ficará, em Portugal, apenas com multinacionais e grandes clientes.

 

Segundo o calendário oficial, apresentado pela presidente María Dolores Dancausa (na foto) em Setembro de 2015, o objectivo do grupo é que os reguladores aprovem a operação até ao final deste ano - meta que não será concretizado já que os 10 dias para os interessados se pronunciarem irão além de 31 de Dezembro de 2015. Além disso, ainda não há novidades sobre o aviso que tem de ser feito à Autoridade da Concorrência relativamente à operação bancária. A conclusão do negócio é esperada até ao final de 2016.

Ver comentários
Saber mais Barclays Autoridade da Concorrência Bankinter Seguros de Vida Seguros e Reseguros Bankinter María Dolores Dancausa
Outras Notícias