Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banqueiros afastam reestruturação da dívida e apelam ao cumprimento do plano da troika

Paulo Macedo, Norberto Rosa e Joaquim Goes afastam o cenário de uma reestruturação da dívida portuguesa e apelam ao cumprimento das metas do plano de consolidação assinado entre o Governo e a troika internacional.

Maria João Gago mjgago@negocios.pt 30 de Maio de 2011 às 16:12
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
"Houve um acordo com a troika para financiar a economia portuguesa e foram aprovadas várias medidas com o Estado português e com os partidos do arco da governação. Devemos focar-nos na concretização deste plano, para mostrarmos aos financiadores que assinámos um acordo e que somos capazes de cumprir", sublinhou Norberto Rosa, administrador da CGD, alertando para as consequências negativas da reestruturação da dívida portuguesa.

Também Joaquim Goes, do BES, apelou à necessidade de o País se "concentrar na concretização do plano. Acabámos de assinar um acordo. Agora temos que fazer como nas empresas e nos bancos: cumprir e até antecipar o acordo nalguns aspectos, o que implica o empenho do Governo, da sociedade civil, dos cidadãos e das empresas".

Para Paulo Macedo, "é inevitável" cumprir o plano assinado com a troika. não encaro uma situação de 'default' ou de reestruturação. Temos que cumprir o acordo".

Ver comentários
Saber mais Banca ajuda externa dívida reestruturação troika Paulo Macedo Norberto Rosa Joaquim Goes
Outras Notícias