Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banqueiros espanhóis receberam mais 45% que os congéneres britânicos em 2011

Os gestores de topo das unidades de banca de investimento das instituições espanholas receberam em média dois milhões de euros em 2011, cerca de mais 45% que os seus pares britânicos, de acordo com um estudo levado a cabo pela entidade reguladora da banca da União Europeia.

Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 15 de Julho de 2013 às 16:49
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

Um relatório da Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla em inglês) mostra que a remuneração média dos gestores da banca de investimento no Reino Unido caíu em cerca de um milhão de euros, entre 2010 e 2011, para 1,38 milhões de euros. Também os gestores que trabalham em França, na Alemanha, na Holanda e na Suécia receberam mais que os britânicos em 2011, segundo noticia a Bloomberg.

 

Na banca de investimento espanhola, entre os 44 gestores que ganharam mais de um milhão, a remuneração média em 2011 foi de 1,99 milhões. Tendo em conta todas as áreas de negócios, são 125 os gestores com remuneração acima de um milhão, tendo a média atingido 2,43 milhões. Também acima da média de 1,43 milhões no Reino Unido.  

 

A União Europeia criou em Fevereiro passado um acordo que proíbe que os banqueiros recebam bónus que ultrapassem o dobro do seu salário fixo, uma medida que segundo os legisladores irá prevenir os excessos e diminuir a irresponsabilidade nas opções de risco tomadas. O ministro das Finanças britânico, George Osborne, opôs-se a esta medida, dizendo que iria afectar a competitividade da indústria financeira da nação.

 

O maior rácio registado até agora foi o dos gestores franceses, que em 2010 receberam até oito vezes mais que o seu salário base. No Reino Unido, em 2011, o rácio passou de cerca de 6,5 vezes mais para perto de quatro vezes mais.

Ver comentários
Saber mais Banqueiros Espanha Reino Unido bónus
Outras Notícias