Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCE suaviza regras de colateral para tentar estimular crédito às PME

O BCE voltou a alterar as regras que aplica na utilização pelos bancos de dívida titularizada como colateral para obter financiamento. É uma tentativa de estimular o crédito às pequenas e médias empresas.

Edgar Caetano edgarcaetano@negocios.pt 18 de Julho de 2013 às 14:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O banco central vai reduzir o prémio de risco que aplica aos pacotes de dívida titularizada de 16% para 10%, o que significa que o banco consegue mais financiamento por cada “pacote” de créditos securitizados que entrega ao banco central como garantia (colateral).

 

A informação foi enviada pelo banco central às agências noticiosas. As alterações, que fazem parte da revisão feita a cada dois anos pela gestão de risco do banco central, surgem num momento em que os líderes políticos da Zona Euro tentam diversificar as fontes de financiamento às empresas.

 

Ao contrário do que acontece em países como os EUA, o mercado de dívida titularizada, essencialmente pacotes de créditos agrupados e negociados em mercado, é relativamente pequeno na Zona Euro, já que o crédito simples junto da banca é a principal fonte de financiamento das pequenas e médias empresas.

 

A alteração das regras agora anunciada, e que deverá entrar em vigor em breve, não constitui, para já, o plano de estímulo ao crédito às PME que o BCE chegou a analisar e para o qual esteve, ou está, em consultas com organismos como o Banco Europeu de Investimento. O objectivo é partilhar o risco dessas operações. Mas Mario Draghi disse recentemente que esse é um plano que não será para o curto prazo.

Ver comentários
Saber mais BCE crédito às PME
Outras Notícias