Banca & Finanças BCP não vai receber dividendos da Polónia

BCP não vai receber dividendos da Polónia

Os lucros de 2019 do Bank Millennium serão utilizados para reforçar as reservas de capital e fazer face aos custos com a integração do Eurobank.
BCP não vai receber dividendos da Polónia
Reuters
Nuno Carregueiro 21 de fevereiro de 2020 às 13:58

O Bank Millennium anunciou esta sexta-feira que não vai remunerar os acionistas com os lucros obtidos em 2019, pelo que o BCP voltará a não receber dividendos da atividade na Polónia.

 

Em comunicado citado pela Bloomberg, o Millennium (detido em 50,1% pelo BCP) refere que vai utilizar os resultados líquidos de 2019 para reforçar as suas reservas de capital e cobrir os custos financeiros relacionados com a fusão com o Eurobank.

 

O Bank Millennium fechou o ano passado com lucros de 561 milhões de zlótis (130,6 milhões de euros), o que representa uma descida de 26% face a 2018.

 

A instituição financeira polaca controlada pelo BCP decidiu realizar uma provisão extraordinária de 223 milhões de zlótis (perto de 52 milhões de euros) para os processos relacionados com os créditos concedidos em francos suíços, precavendo-se assim dos efeitos de derrotas perante os clientes na justiça.

 

2014 foi o último ano em que o Bank Millennium remunerou os seus acionistas, na altura com um dividendo de 0,22 zlótis por ação. A opção por não pagar dividendos este ano era já de alguma forma esperada, pelo que as ações do banco polaco seguem inalteradas nos 6,00 zlótis na bolsa de Varsóvia.

 

Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2019, o CEO do BCP, Miguel Maya, revelou que o banco iria ser muito conservador na remuneração dos seus acionistas. No ano passado o banco pagou um dividendo de 0,2 cêntimos por ação.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI