Banca & Finanças BCP avança para devolução de parte de ajuda estatal nas próximas semanas

BCP avança para devolução de parte de ajuda estatal nas próximas semanas

Nuno Amado anunciou que logo que a fusão em Angola esteja concluída totalmente, vai avançar com o pedido para reembolsar o Estado. Ainda não se sabe o valor. 
BCP avança para devolução de parte de ajuda estatal nas próximas semanas
Miguel Baltazar

O Banco Comercial Português pretende devolver parte da ajuda estatal recebida em 2012 nas próximas semanas. Tudo depende do final do processo de fusão do Millennium com o Banco Privado Atlântico em Angola.

 

"Dissemos que faríamos [a devolução do auxílio] logo que a fusão esteja completada. Esperamos [que tal aconteça] nas próximas duas a três semanas", disse aos jornalistas Nuno Amado, no final da assembleia-geral de accionistas do BCP.

 

"Logo aí faremos o pedido para a primeira autorização para o pagamento de parte dos CoCos", indicou aos jornalistas o presidente executivo da instituição financeira, à saída do Lagoas Park Hotel.

 

No entanto, quando questionado sobre que montante pretende devolver, Nuno Amado disse que ainda não está decidido.

 

Neste momento, o BCP tem para devolver 750 milhões dos 3 mil milhões de euros recebidos em 2012, quando pediu auxílio estatal tal como outros bancos como o BPI, a CGD e o BCP.

 

A devolução vai ocorrer então no final da fusão entre o Millennium Angola e o Banco Privado Atlântico que na semana passada recebeu luz verde das autoridades angolanas. O processo deverá ficar concluído nas próximas semanas, o que reforçará os rácios do BCP, permitindo proceder à devolução de uma parte da injecção estatal de 2012. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI