Banca & Finanças BCP deixa blindagem para depois. Prioridade é pagar ao Estado
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

BCP deixa blindagem para depois. Prioridade é pagar ao Estado

Sem accionistas afectados pelo limite de votos, a gestão do BCP deixa para mais tarde a posição sobre a blindagem de estatutos. A prioridade é pagar parte da ajuda estatal. Para já, accionistas votam a proposta de fusão de acções e de possível abertura a novos investidores.
BCP deixa blindagem para depois. Prioridade é pagar ao Estado
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago 21 de abril de 2016 às 00:01

A eliminação do limite de votos não é, neste momento, a prioridade do BCP, onde nenhum accionista é afectado pelo limite de votos. Neste momento, a preocupação da gestão é ultimar um pedido

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI