Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP deixa blindagem para depois. Prioridade é pagar ao Estado

Sem accionistas afectados pelo limite de votos, a gestão do BCP deixa para mais tarde a posição sobre a blindagem de estatutos. A prioridade é pagar parte da ajuda estatal. Para já, accionistas votam a proposta de fusão de acções e de possível abertura a novos investidores.

nuno amado bcp
Bruno Simão/Negócios
Maria João Gago mjgago@negocios.pt 21 de Abril de 2016 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A eliminação do limite de votos não é, neste momento, a prioridade do BCP, onde nenhum accionista é afectado pelo limite de votos. Neste momento, a preocupação da gestão é ultimar um pedido para reembolsar parte dos 750 milhões de euros de ajuda estatal de que ainda beneficia, apurou o Negócios. Mas antes de solicitar autorização para pagar parte dos instrumentos de capital contingente ("CoCos"), os accionistas ...
Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais BCP Nuno Amado CoCos BNA Sonangol
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias