Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Liquidar Banif custaria mais de 5.000 milhões

Em Dezembro, Mário Centeno falou num custo de 10.000 milhões de euros com a liquidação do Banif. Quatro meses depois, a estimativa é de 5.000 milhões, a acrescentar a efeitos económicos na Madeira e Açores.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 07 de Abril de 2016 às 18:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A liquidação do Banif custaria mais de 5.000 milhões de euros. A resolução da instituição financeira, com a venda ao Santander Totta, custou 2.255 milhões de euros. Estes são os números citados pelo ministro das Finanças para defender a segunda opção, que foi aquela que seguiu em frente a 20 de Dezembro de 2015.

 

"De acordo com as estimativas do Banco de Portugal, muito conservadoras e que não incluem o custo para as economias locais desta realidade, conduziria a um impacto superior a 5.000 milhões de euros, colocando em causa a solvabilidade do Fundo de Garantia de Depósitos e, consequentemente, a estabilidade do sistema financeiro", defendeu Mário Centeno na comissão de inquérito ao Banif.

 

Na intervenção inicial na audição desta quinta-feira, 7 de Abril, o governante referiu-se ainda que a opção "teria também impactos na economia do país, em particular nas ilhas, onde o Banif tem um peso considerável".

 

Já o "total da ajuda do Estado foi de 2.255 milhões de euros" no âmbito da resolução do banco aplicada a 20 de Dezembro de 2015.

 

O número referido por Mário Centeno esta terça-feira difere daquele que o mesmo governante tinha apresentado a 23 de Dezembro, quando foi explicar a resolução do banco ao Parlamento. "São dez mil milhões de euros o activo do Banif. Pois esse era a perda económica que estaria associada à sua liquidação", disse na altura. 

Ver comentários
Saber mais Santander Totta Banco de Portugal Santander Totta Mário Centeno economia negócios e finanças serviços financeiros banca
Outras Notícias