Banca & Finanças BES contava para 5% da facturação da KPMG

BES contava para 5% da facturação da KPMG

Sikander Sattar adiantou, no Parlamento, que o BES e o ESFG deveriam contribuir para 5% da facturação da KMPG Portugal em 2014.
BES contava para 5% da facturação da KPMG
Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro 02 de dezembro de 2014 às 17:57

As empresas do ramo financeiro do Grupo Espírito Santo que a KPMG auditava contavam para 5% da sua facturação em Portugal, de acordo com o presidente daquela entidade.

 

"A KMPG Portugal, durante 2014, tinha uma previsão de que [o peso do BES] ficasse à volta de 5% da nossa facturação global", respondeu Sikander Sattar em resposta a perguntas do deputado social-democrata Duarte Pacheco, na audição desta terça-feira, 2 de Dezembro, da comissão de inquérito à gestão do BES e do GES.

 

Sobre a importância da área financeira do GES nas receitas da casa-mãe internacional KPMG, Sikkander Sattar ironizou, dizendo que seria na ordem dos "0,000001%".

 

A KPMG é auditora das empresas do ramo financeiro do GES desde 2002, nomeadamente o BES e o Espírito Santo Financial Group. O responsável da empresa quis deixar bem claro que não auditava as sociedades da área não financeira, que tinham a Rioforte como sociedade de controlo. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI