Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BES usou Panamá para financiar GES desde 2012

O Banco Espírito Santo usou o ES Bank Panamá para financiar a Espírito Santo International, estrutura de topo do Grupo Espírito Santo (GES), noticia o “Financial Times”. De acordo com o jornal britânico, o esquema de financiamento oculto estava em prática desde 2012 e “levanta questões sobre a supervisão do Banco de Portugal”.

Miguel Baltazar/Negócios
Negócios negocios@negocios.pt 11 de Setembro de 2014 às 20:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • 44
  • ...

Entre 2012 e 2014, o Banco Espírito Santo usou o banco que o seu principal accionista, o Espírito Santo Financial Group (ESFG), tinha no Panamá para financiar, indirectamente, a Espírito Santo International (ESI), "holding" de controlo do GES.

 

Segundo o "Financial Times", que consultou documentos sobre estes movimentos, o BES reforçou as linhas de crédito ao ES Bank Panamá (ESBP), instituição do ESFG, que depois usou esses fundos para investir em dívida da ESI e de outras "holdings" do GES.

 

"O banco do Panamá ligado aos Espírito Santo existia quase exclusivamente para adquirir dívida emitida pela ESI e as suas subsidiárias Rioforte e Espírito Santo Irmãos, de acordo com um relatório dos administradores do ES Bank", escreve o diário britânico na sua edição electrónica, esta quinta-feira, 11 de Setembro.

 

Para o FT, a existência deste esquema de financiamento indirecto do BES ao GES "levante novas questões sobre a supervisão do Banco de Portugal sobre uma instituição que protagonizou um dos maiores colapsos financeiros da Europa".

 

Contactado pelo jornal britânico, o Banco de Portugal recusou fazer comentários.

 

Segundo revelou o ESFG a 23 de Julho, a "holding foi informada a 17 de Julho que "a autoridade supervisora de bancos no Panamá, tinha assumido o controlo do ESBP, demitindo o conselho de administração do banco e dando um prazo de 30 dias (com a possibilidade de 30 dias adicionais) para o banco resolver alguns problemas referentes aos seus clientes directos".

Ver comentários
Saber mais BES Panamá ESFG Banco de Portugal
Mais lidas
Outras Notícias