Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Caixa quer manter Deloitte como auditor por mais dois anos (Cor.)

O Diário Económico escreve que a CGD quer manter a Deloitte como auditor até 2017. A CMVM ainda não tomou uma decisão. Em caso positivo, a resposta poderá abrir um precedente para outras grandes empresas em situação idêntica.

Cátia Barbosa/Negócios
Negócios jng@negocios.pt 26 de Janeiro de 2016 às 09:52
  • Partilhar artigo
  • ...

A Caixa Geral de Depósitos pediu à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) para prolongar o mandato do seu auditor, a Deloitte, até 2017. O regulador do mercado de capitais ainda não respondeu. A notícia é avançada pela edição desta terça-feira, 26 de Janeiro, do Diário Económico.

Segundo a publicação, o banco pediu ao regulador para estender o mandato da Deloitte além do período máximo previsto nas novas regras da auditoria, tirando partido de uma excepção prevista na lei. Nesta, a entidade pode requerer a prorrogação "a título excepcional" por mais dois anos, cumprindo um conjunto de condições como a abertura de um concurso público.

Neste momento, ainda não há uma decisão por parte do regulador presidido por Carlos Tavares. A CMVM não faz comentários porque esta é uma matéria sujeita a segredo profissional. Desde 2016 que esta autoridade passou a exercer supervisão sobre os revisores oficiais de contas, o que impôs novas regras ao sector. 

A ser positiva, a decisão da CMVM deverá abrir um precedente para outras grandes empresas em situação idêntica e facilitar o processo de escolha, por parte do Governo, da nova administração do banco liderado por José de Matos, escreve o Diário Económico. 



(Notícia corrigida às 13h05 para deixar claro que, ao contrário do inicialmente escrito, a CMVM não deu autorização ao pedido feito pela CGD). 

Ver comentários
Saber mais Comissão do Mercado de Valores Mobiliários CMVM Caixa Geral de Depósitos CGD Deloitte Governo José de Matos economia negócios e finanças banca
Outras Notícias