Banca & Finanças Carlos Costa pediu escusa sobre CGD em novembro. Elisa Ferreira não vê razões para se afastar
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Carlos Costa pediu escusa sobre CGD em novembro. Elisa Ferreira não vê razões para se afastar

Ao contrário do governador do Banco de Portugal, Elisa Ferreira considera que “não existem razões” que possam influenciar a forma como supervisiona a Caixa Geral de Depósitos.
Carlos Costa pediu escusa sobre CGD em novembro. Elisa Ferreira não vê razões para se afastar
Lusa
Rita Atalaia 11 de fevereiro de 2019 às 22:10

A decisão de Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, de pedir escusa nas decisões sobre a auditoria da EY a 15 anos de gestão da Caixa Geral de Depósitos (CGD) não foi tomada agora. Esta posição )

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI