Banca & Finanças Carlos Costa reúne-se com bancos espanhóis para avaliar interesse no Novo Banco (act.)

Carlos Costa reúne-se com bancos espanhóis para avaliar interesse no Novo Banco (act.)

O governador do Banco de Portugal terá estado em Madrid, reunido com responsáveis de vários bancos espanhóis para avaliar o interesse no Novo Banco, de acordo com o jornal Expansión. Mas não terá sido apenas Carlos Costa a deslocar-se a Espanha, alguns empresários terão sondado o interesse de instituições, de acordo com o Cinco Días.
Carlos Costa reúne-se com bancos espanhóis para avaliar interesse no Novo Banco (act.)
Bruno Simão/Negócios
Negócios 30 de setembro de 2014 às 07:32

Carlos Costa, governador do Banco de Portugal, terá ido a Madrid durante o último fim-de-semana reunir-se com executivos de várias instituições financeiras espanholas.

 

O objectivo foi avaliar o interesse das instituições no Novo Banco, revela o jornal espanhol Expansión, citado pela Bloomberg, não revelando onde obteve a informação.

 

O jornal também não adianta com que bancos Carlos Costa terá reunido. Apenas diz que os encontros decorreram em Madrid.

 

Carlos Costa terá assim sondado o interesse dos bancos espanhóis na compra do Novo Banco ou de alguns activos da instituição agora liderada por Eduardo Stock da Cunha e cujo objectivo é vender o mais depressa possível o banco que resultou do resgate do BES.

 

Já o Cinco Días revela que as primeiras instituições espanholas a serem abordadas foram as "principais". Este jornal diz que várias fontes contactadas garantem que uma possível operação de venda "está ainda muito verde".

 

As instituições financeiras espanholas terão admitido ao Cinco Días que nos últimos dias foram abordadas por bancos de investimento tendo em vista a unidade espanhola do Novo Banco e o próprio Novo Banco.

 

O jornal diz ainda que não foram apenas os bancos de investimento que abordaram instituições espanholas: Banco de Portugal, representantes do Governo e, inclusivamente, empresários portugueses interessados em constituir um núcleo estável com uma entidade espanhola tendo em vista a compra do Novo Banco.

 

Os bancos espanhóis admitem analisar o processo, mas apenas depois da PriceWaterhouse terminar a auditoria forense.

 

O Cinco Días adianta ainda que o Sabadell é uma das instituições apontadas como interessadas e que terá sido abordado por empresários portugueses como o objectivo de criar um núcleo para comprar o Novo Banco e criar o primeiro grande banco ibérico. Contudo, o Sabadell negou estar a analisar operações em Portugal, realçando que tem como parceiro no país o BCP. "O nosso sócio de referência em Portugal é o BCP, como ficou demonstrado ao ter acudido no seu recente aumento de capital e ter aumentado ligeiramente a participação na dita entidade. Neste momento, não analisamos nenhuma operação neste país", reagiu o Sabadell em resposta ao Cinco Días.

 

O Banco Popular também está entre as entidades apontadas como tendo sido abordadas por empresários portugueses. Santander e BBVA, de acordo com o Cinco Días, terão descartado a possibilidade de avançarem nesta direcção.

 

(Notícia actualizada às 9h55 com informação do Cinco Días)




Marketing Automation certified by E-GOI