Banca & Finanças Carlos Tavares: Reembolso do papel comercial do GES é "uma questão de respeito pelas pessoas"

Carlos Tavares: Reembolso do papel comercial do GES é "uma questão de respeito pelas pessoas"

O presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) considera que "mais do que discutir as posições de uns e de outros, o importante é encontrar soluções.
Carlos Tavares: Reembolso do papel comercial do GES é "uma questão de respeito pelas pessoas"
Raquel Godinho 23 de fevereiro de 2015 às 15:25

Questionado pelos jornalistas, o presidente do regulador sublinhou que a posição da CMVM sobre o reembolso do papel comercial de sociedades do Grupo Espírito Santo (GES) já é conhecida. " A única coisa que gostaria de dizer, e já que estivemos aqui a falar de valores e de ética, é que esta é uma questão jurídica naturalmente, mas é também uma questão de respeito pelas pessoas que aplicaram as suas poupanças em instrumentos, muitas vezes em condições deficientes", disse Carlos Tavares, à margem de um almoço organizado pela Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE), esta segunda-feira.

 

Carlos Tavares lembrou que alguns destes aforradores precisam mesmo "do dinheiro que aplicaram das suas poupanças para viver, por isso é que é também uma questão de palavra, uma questão de cumprimento de compromissos para com essas pessoas".

 

A CMVM divulgou, na sexta-feira, um comunicado onde sublinha que considera que o Novo Banco e o Banco de Portugal criaram "expectativas" nos clientes de que o investimento em papel comercial seria restituído, mesmo que sem juros.

 

"Nesta altura, mais do que discutir as posições de uns e de outros, o importante é encontrar uma solução e encontrá-la rapidamente para as pessoas que já estão à espera da solução há muito, muito tempo", concluiu Carlos Tavares. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI