Banca & Finanças Carlos Albuquerque: Depósitos e liquidez do Banif com "acentuada" deterioração após notícia da TVI

Carlos Albuquerque: Depósitos e liquidez do Banif com "acentuada" deterioração após notícia da TVI

O director de Supervisão Prudencial do Banco de Portugal (BdP), Carlos Albuquerque, reconheceu que após as "notícias televisivas" sobre o Banif, em Dezembro de 2015, houve uma "acentuada" deterioração da situação dos depósitos e liquidez do banco.
Carlos Albuquerque: Depósitos e liquidez do Banif com "acentuada" deterioração após notícia da TVI
Bruno Simão/Negócios
Lusa 28 de abril de 2016 às 19:59

"A posição de depósitos e de liquidez deteriorou-se de forma muito rápida e acentuada. O banco deixou de dispor de colaterais para aceder ao Eurosistema e iniciou o recurso aos financiamentos de emergência (ELA)", vincou o responsável do supervisor esta quinta-feira, 28 de Abril.

 

Carlos Albuquerque falava na comissão parlamentar de inquérito sobre o Banif e referia-se a "notícias televisivas conhecidas", mas em causa está uma notícia da TVI de 13 de Dezembro de 2015 sobre o Banif - nessa noite, um domingo, a estação dizia que, "caso não se" encontrasse um novo accionista durante a semana que ia começar, o Banif seria sujeito a uma resolução onde se separasse "a parte boa, os activos saudáveis, da má, os activos tóxicos".

 

Antes disso, e durante todo o processo do Banif, o BdP, diz o seu director de Supervisão Prudencial, "efectuou análises e diligências de vária natureza", tendo sido "pedidos e escrutinados diversos planos de capital e de contingência de liquidez do banco".

 

"Foram emitidas recomendações e determinações específicas, tendo presente a defesa dos dinheiros públicos envolvidos, a protecção dos depositantes e a defesa da estabilidade financeira no país, dentro das restrições funcionais, patrimoniais e legais e regulamentares da instituição", realça Carlos Albuquerque. 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI